Take a fresh look at your lifestyle.

108 médicos desembarcam em Manaus para reforçar o atendimento contra a Covid-19

-publicidade-

Os profissionais atuarão na linha de frente no enfrentamento à Covid-19 no estado

Desembarcaram nesta (29/01), em Manaus, os médicos que irão reforçar a assistência nos serviços da Atenção Primária do município. Por meio de edital do programa Mais Médicos, 108 profissionais foram selecionados para ampliar o atendimento à população no enfrentamento à Covid-19 no município com um investimento federal de R$ 22 milhões. Em cerimônia realizada em Manaus, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, recebeu os 32 primeiros profissionais que chegaram à cidade. Estavam também presentes o secretário de Atenção Primária à Saúde da pasta, Raphael Parente, e o prefeito de Manaus, David Almeida.

Durante a recepção, o ministro Eduardo Pazuello pediu esforço e dedicação aos profissionais que estão assumindo este importante desafio. “Nós queremos toda atenção ao atendimento básico. É hora de dedicação e foco nessa missão de salvar vidas. Desejo aos novos médicos que entrem com sangue nos olhos para revertermos esta situação”, destacou o ministro.

O secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Raphael Parente, destacou que o processo de seleção foi realizado em tempo recorde, respeitando todas as questões jurídicas, mas com o objetivo de atender as necessidades urgentes de saúde em Manaus. “Hoje estão chegando os primeiros médicos, não temos mais nenhuma unidade de saúde fechada. Hoje, todos os postos de saúde poderão prestar assistência à população, evitando a superlotação de hospitais”.

“A vinda desses médicos vai reforçar a ponta do atendimento na atenção básica de saúde. Acreditamos que teremos dias melhores, com mão de obra qualificada e muitos desafios no combate a este vírus imutável”, destacou o prefeito de Manaus, David Almeida.

Formada há nove meses, a médica manauara Jéssica Cunha está ansiosa para atuar no combate à pandemia em Manaus e ajudar a população da cidade a superar esse momento. “Para todos nós é um momento que ficará marcado por servir como um instrumento de utilidade na vida das pessoas. Nessa pandemia em que as pessoas estão perdendo entes queridos, que possamos vencer a luta com muita força, determinação e fé em dias melhores”, contou.

A médica Olga Maria Rubio, de Cuiabá, que também vai reforçar a linha de frente em Manaus, acredita que este é o momento de agregar esforços na luta contra o coranavírus. “É muito gratificante poder me somar aos muitos profissionais da área da saúde que estão entregando o máximo em prol de pessoas que estão doentes e precisam de um atendimento humanitário”, afirma.

Foto: Caio de Biasi/Especial Agência Saúde

-publicidade-