1º Congresso Internacional sobre Povos Indígenas em Fronteiras Amazônicas conta com apoio da UEA

O evento tem como objetivo discutir a temática dos povos indígenas em contextos de fronteiras.

De 14 a 16 de novembro, o Centro de Estudos Superiores da Universidade do Estado do Amazonas (Cestb/UEA) de Tabatinga realizará o 1º Congresso Internacional sobre Povos Indígenas em Fronteiras Amazônicas. Voltado para os diálogos entre pesquisadores nacionais e internacionais, o evento tem, dentre os objetivos, possibilitar a construção de indicadores para um cenário socioterritorial, geopolítico e ambiental das dinâmicas e condições de vivência sobre populações humanas em faixas de fronteiras internacionais.

Segundo o professor da UEA e coordenador do Núcleo de Estudos Socioambientais da Amazônia (Nesam), Dr. Pedro Rapozo, o Congresso reunirá representações populares indígenas, pesquisadores, professores e estudantes universitários em mesas-redondas, conferências, palestras e apresentação de comunicações orais nas modalidades de exposição em Grupo de Trabalho e pôster. “Os participantes são convidados a compor uma reflexão onde todos possam contribuir para futuras pesquisas e colaborações que possibilitem pensar o hoje e o amanhã das sociedades indígenas na Pan-Amazônia”, pondera.

O Congresso é organizado pelo Nesam, através do apoio institucional do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) da UEA e financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ).

Rapozo salienta que o evento será o espaço para articulações e parcerias internacionais interinstitucionais que possibilitarão para a UEA maiores cooperações entre centros de investigações brasileiros e estrangeiros.

FOTO: JOELMA SANMELLO/UEA