As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

‘A Caixa Mágica do Natal’ vence Prêmio Brasil Musical

Promovido pelo Governo do Amazonas, musical com os Corpos Artísticos foi vencedor da categoria Musical Norte, por voto popular

O espetáculo “A Caixa Mágica do Natal”, apresentado em 2019 no Teatro Amazonas, pela programação natalina realizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, foi vencedor da categoria Musical Norte, por voto popular, da segunda edição do Prêmio Brasil Musical, anunciado nesta terça-feira (03/02).

Com direção cênica de Matheus Sabbá e texto de Thaís Vasconcelos, o espetáculo foi realizado pelos Corpos Artísticos do Estado, com a Amazonas Filarmônica, Orquestra Experimental da Amazonas Filarmônica, Coral do Amazonas, Corpo de Dança do Amazonas, Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas, Balé Folclórico do Amazonas e Coral Infantil do Liceu Claudio Santoro. Também teve um elenco selecionado por meio de audições em Manaus, que se alternavam entre as apresentações.

“É com muita alegria que o Governo do Amazonas recebe essa notícia. Isso demonstra o resultado do empenho de toda uma equipe envolvida nesse projeto, que movimenta um trabalho voltado à economia criativa no nosso estado e a valorização, acima de tudo, de nossos artistas locais. É uma felicidade muito grande. Parabenizamos a todos os envolvidos que contribuíram para este resultado”, destaca o secretário Marcos Apolo Muniz.

Os cenários e figurinos foram todos produzidos pela Central Técnica de Produção (CTP) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. São mais de 130 peças, sendo 50 cabeças, entre perucas e adereços, envolvendo mais de 300 quilos de material, entre eles 50 mil pedrarias.

Com 1h20 de duração, “A Caixa Mágica do Natal” fez uma viagem lúdica pelo universo natalino ao contar a história de Cadu/Malu (Davi Lucas e Luh Beatriz) que, após perder a mãe, deixa de acreditar no Natal. Mas tudo muda quando a pedido de sua avó (Magda Loiana/Lia Carvalho), abre um baú de memórias, lê uma carta deixada por sua mãe e mergulha num mundo mágico ao lado da duende Jujuba (Dávilla Holanda/Thiana Colares).

Embalado por uma trilha sonora com clássicos do Natal e muitas referências pop, o espetáculo queria resgatar sentimentos de solidariedade e conexão entre as pessoas por meio de um musical jovem e inovador.

“Estamos muito felizes com essa conquista, porque assim ganhamos muita força para o cenário de musical na região Norte. Muitos ainda têm uma ideia de que não podemos fazer espetáculo de alto nível se não tivermos um elenco estrangeiro, mas fizemos um com elenco 100% local, e o prêmio vem pra reconhecer isso, fazendo com que o cenário cresça ainda mais. Nós temos pessoas extremamente talentosas em nossa região. Também quero agradecer à Secretaria de Cultura por dar abertura para novos talentos e pela entrega e colaboração dos Corpos Artísticos e dos maestros”, declarou Matheus Sabbá.

O maestro Marcelo de Jesus ressaltou a importância de reconhecer os talentos locais e da formação cultural promovida pelos Corpos Artísticos e do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro.

“É um prêmio muito importante para o Governo e para a Secretaria de Cultura, um reconhecimento do nível técnico e artístico de nossos talentos, prova de que todos esses anos de formação deram frutos para o Amazonas. Nas audições pude perceber, também, que temos escolas de musicais que estão produzindo excelentes cantores. Tivemos um espetáculo muito jovem e extremamente criativo, com uma resposta muito positiva do público, e queremos fazer muito mais pela frente”, disse.

FOTO: Michael Dantas/Secretaria de Cultura e Economia Criativa