As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Abertas as inscrições para curso sobre eventos adversos na administração de quimioterápicos

O manejo de eventos adversos durante o tratamento contra o câncer e a garantia da segurança do paciente serão abordados pelo curso de verão “Eventos adversos relacionados à Terapia Antineoplásica”. O treinamento será oferecido pela Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), no próximo sábado (20/07), das 8h ao meio-dia, pelas enfermeiras oncologistas Edilene Varela, Ellen Albuquerque e Mônica Maquiné.

O curso é organizado pelo Departamento de Ensino e Pesquisa (DEP/FCecon), no âmbito do 5º Congresso Pan-Amazônico de Oncologia, sendo voltado para técnicos de enfermagem, enfermeiros e profissionais que trabalham na área de saúde. Haverá emissão de certificado com carga horária de 4h.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas na secretaria do DEP, no 3° andar do hospital, localizado na rua Francisco Orellana, 215, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste. O valor do investimento é de R$ 40, e os recursos arrecadados serão revestidos ao Pan-Amazônico.

Conteúdo – Coordenadora do serviço de Quimioterapia, Edilene Varela explicou que o curso tratará sobre os conceitos básicos de oncologia, os tipos de quimioterapias administradas no tratamento contra o câncer, protocolos, técnicas para a diminuição dos eventos adversos, dentre outros. “A capacitação é importante porque iremos abordar métodos que podem ser utilizados para melhorar a qualidade de vida do paciente”, frisou.

Segundo Ellen Albuquerque, os pacientes podem apresentar reações adversas – entre elas vômitos, náuseas, mucosite (inflamação da parte interna da mucosa da boca e garganta) – durante ou após a administração dos quimioterápicos. “As reações ocorrem de forma distinta em cada paciente, de acordo com cada protocolo. Porém, quando o enfermeiro ou o profissional de saúde conhece as diretrizes, é possível diminuir as reações”, alertou.

Mas, para que isso possa ocorrer, completou Ellen Albuquerque, é preciso orientar o paciente e seus cuidadores de forma adequada, saber o momento correto para se realizar a avaliação médica, estabelecer-se um vínculo de confiança.

Terapias – Durante o curso, também será falado sobre as terapias utilizadas no tratamento contra o câncer e quando administrá-las, pontuou Mônica Maquiné, que citou os exemplos da Imunoterapia e Quimioterapia. A primeira, segundo a enfermeira, estimula as células de defesa do organismo a detectarem e combaterem a doença, e a segunda, tem como função matar e/ou interromper a divisão das células cancerosas de rápido crescimento.

“As reações adversas causadas pelos Quimioterápicos e pela Imunoterapia são distintas. Esse último pode causar reações ‘alérgicas’ ou hipersensibilidade ao medicamento. Por isso, o enfermeiro precisa administrar a situação para amenizá-las”, explica.

FOTO: Laís Motta/FCecon

você pode gostar também