Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Ação da Sejusc doa cestas básicas e brindes para mães assistidas pelo Cream

Evento ocorreu na manhã desta sexta-feira (14/05)

Concluindo as ações do Mês das Mães do Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) realizou, na manhã desta sexta-feira (14/05), um evento voltado às mulheres assistidas pela unidade, na avenida Presidente Kennedy, Educandos, zona sul da capital.

Idealizado pela Secretaria Executiva de Políticas para Mulheres da Sejusc, o evento contou com doações de cestas básicas e kits de higiene, zumba, reiki (imposição de mãos), além do projeto Camarim Móvel e oficina de embelezamento feminino.

O Cream dispõe de uma estrutura essencial do programa de enfrentamento à violência contra a mulher; e faz parte do compromisso assumido pelo governador Wilson Lima, de promover a ruptura da situação da violência, como afirma a titular da Sejusc, Mirtes Salles.

“É fundamental nós capacitarmos as mulheres, pois, muitas delas acabam ouvindo que não são capazes, que não podem trabalhar, ter uma profissão ou renda. Nosso trabalho é fazer com que elas saibam que são capazes, precisam procurar ajuda, para que possam ter a sua independência. Nesse governo, as mulheres têm espaço”, disse a secretária.

A secretária executiva de Políticas para Mulheres da Sejusc, Maricília Costa, disse que o Cream conta com uma equipe técnica qualificada composta por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e profissionais de apoio administrativo capacitados para recepção e acolhimento das vítimas.

“Todas as mulheres que participaram do evento são assistidas pela unidade e participam das nossas atividades ao longo dos anos. Nossa meta é essa: oferecer o melhor a essas mulheres que tiveram seus direitos violados”, afirmou a secretária.

Apoio – O evento também teve a participação da secretária adjunta do Fundo de Promoção Social, Érika Meirelles, que representou a primeira-dama do Estado, Taiana Lima.

“O Fundo sempre atua em parceria com a Sejusc e Secretaria de Assistência Social [Seas], com intuito de ter um olhar diferenciado para a mulher que sofreu algum tipo de violência doméstica”, ressaltou.

Durante a solenidade, Érika anunciou que o FPS e a Sejusc estudam uma forma de oferecer o Crédito Solidário às mulheres assistidas pelo Cream. O serviço disponibiliza o acesso ao crédito desburocratizado, com cunho social, voltado a pessoas sem vínculos empregatícios desempregadas ou subempregadas possibilitando a inserção do cidadão no mercado de trabalho, visando a autossustentabilidade por meio de sua geração de renda, na atividade declarada no atendimento.

Atividades – Uma das mulheres assistidas, de 25 anos, cadastrada desde 2019 no Cream, contou que a ação é importante, pois possibilita o contato entre as mulheres, a interação e a prática de atividades e exames. “Já realizei o atendimento de saúde, fiz exames e participei de cursos de maquiagem. É muito bom para sairmos da rotina”, contou.

FOTO: Sejusc / Divulgação

-publicidade-