As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Ações de educação para o trânsito alcançaram mais de 106 mil pessoas em 2019

Gov-02

Ao longo de todo o ano de 2019, o Amazonas registrou quedas consecutivas no número de vítimas fatais de trânsito, reflexo das ações de fiscalização e também de educação para o trânsito. As ações educativas alcançaram, no ano passado, 106.123 mil pessoas em 18 municípios do estado. As atividades foram compostas de campanhas, cursos de atualização, reciclagem e de qualificação, além de palestras e ações em escolas e instituições privadas, como empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Somente por meio do projeto “Jovem Multiplicador: ação entre pares pela paz no trânsito”, realizado em parceira com a Secretaria de Estado de Educação e Desporto, cerca de 10 mil estudantes e professores da rede pública de ensino, além de jovens lideranças de bairros, receberam capacitação e foram sensibilizados sobre acidentes de trânsito, quais suas consequências, grupos de vítimas vulneráveis, diretrizes gerais da legislação de trânsito vigente, orientação sobre o uso de equipamentos de segurança e, ainda, comportamentos no trânsito.

Segundo do diretor presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, o balanço das atividades foi positivo. “A gente entende que só consegue promover educação no trânsito a partir do desenvolvimento de dois grandes pilares, que estão previstos no Código de Trânsito Brasileiro, que são a prevenção e a repressão” , disse.

“Enquanto a repressão dá por meio da fiscalização, a prevenção se dá, fundamentalmente, pelo trabalho de educação de trânsito e a conscientização das pessoas com relação à responsabilidade que se tem ao dirigir um veículo automotor. Então, nós investimos profundamente na área de educação para o trânsito, desenvolvendo tecnologia, desenvolvendo o reforço de pessoal nessa área, e estabelecendo novas metodologias de ensino e de conscientização de condutores. Não à toa, nós atingimos mais de 100 mil pessoas com o trabalho”, acrescentou Rodrigo de Sá.

Parcerias – Ao todo, 323 ações de educação no trânsito foram realizadas de janeiro a dezembro de 2019 e mais de 190 escolas da rede pública e privada receberam palestras, mesas redondas, jogos lúdicos e teatro de fantoches. A gerência de educação do Detran-AM também realizou ações em 54 empresas públicas e privadas e atendeu quase cinco mil funcionários, que receberam orientações e aprenderam sobre o papel fundamental das empresas na redução de acidentes de trânsito.

Gov-03

Além das palestras e ações realizadas em escolas, mais de 30 mil pessoas foram alcançadas durante as campanhas realizadas pelo Detran-AM ao longo de 2019, como “Maio Amarelo”, “Semana Nacional de Trânsito”, além dos programas “Muda Manaus” e “Amazonas Presente”, criados pelo governador Wilson Lima.

Para a técnica de educação para o trânsito da instituição, Delnandina Monteiro, o aproveitamento muito grande. “Os resultados realmente foram os esperados porque nós fizemos todo um planejamento em cima dessas atividades, conseguimos o apoio da comunidade escolar, dos gestores e conseguimos também, acima de tudo, da comunidade do município. Pessoas que nos ajudaram, contribuíram nesse processo de mudança. O que nós queremos é reduzir os índices de acidentalidade e fatalidade”, disse Delnandina.

Redução consecutiva – Reflexo das ações de educação para o trânsito e de fiscalização, em 2019 o Amazonas registrou quedas consecutivas no número de vítimas fatais no trânsito. Em todo o ano passado, 276 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito no Amazonas, o menor número em sete anos. O total representa uma redução de 14,29% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando 322 pessoas morreram no trânsito no estado.

No mês de dezembro de 2019, o Amazonas registrou o menor número de mortes do tipo em 10 anos. Com oito óbitos registrados, a redução é de 78% em relação ao mês de dezembro de 2018. O mês de maio teve o menor número para o mês em 11 anos, com 14 ocorrências do tipo. Em agosto, Manaus registrou o menor quantitativo de mortes dos últimos 10 anos, com 12 registros.

FOTO: Erikson Andrade e Divulgação