32.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Acusados no caso do duplo homicídio no Vale do Javari são transferidos para presídio federal

Manaus, 25 de janeiro de 2024 – Ruben Dário da Silva Villar, conhecido como “Colômbia”, e Jânio Freitas de Souza, suspeitos no caso do duplo homicídio do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, estão sendo transferidos de Manaus para um presídio federal nesta quinta-feira. A transferência ocorre em um contexto de preocupações com a possibilidade de fuga e a segurança dos acusados.

Colômbia, apontado como mandante dos assassinatos ocorridos em junho de 2022 no Vale do Javari, Amazonas, foi preso em dezembro de 2022 após ter sua prisão decretada pela Justiça Federal por descumprir condições da sua liberdade provisória. Anteriormente, ele havia sido solto após pagamento de fiança de R$ 15 mil. Além dos homicídios, Colômbia é investigado por pesca ilegal e tráfico de drogas.

Jânio foi preso em Tabatinga, no interior do Amazonas, em 18 de janeiro de 2024. Ele já havia sido detido em agosto de 2022, um mês após os assassinatos, por pesca ilegal, mas estava em liberdade há três meses. A Polícia Federal solicitou a prisão de Jânio após evidências de que ele estava coagindo testemunhas e interferindo nas investigações.

Ambos, Colômbia e Jânio, foram indiciados pelo duplo homicídio e ocultação de cadáveres de Pereira e Phillips. A investigação também apontou outros envolvidos no crime, incluindo os executores e ocultadores dos cadáveres.

Colômbia, além de ser acusado como mandante dos homicídios, está preso por falsificação de documentos de identidade e liderança em uma organização criminosa transnacional armada, envolvida em pesca ilegal e contrabando. Investigações revelaram que ele dirigia suas atividades criminosas com auxílio de um segurança armado.

As investigações continuam em andamento, buscando esclarecer todos os aspectos e envolvidos no caso que chocou o país e atraiu atenção internacional pela brutalidade e pelas questões ambientais e de direitos indígenas envolvidas.

spot_img