Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Adriano Jorge vai concentrar cirurgias ortopédicas da rede para libera leitos no Platão Araújo

Adriano Jorge vai concentrar cirurgias ortopédicas da rede para libera leitos no Platão Araújo

SES-AM atua para ampliar atendimento dos traumas de acidentes de trânsito do fim do ano, além dos casos de Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) vai concentrar as internações para cirurgias ortopédicas, que eram realizadas no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ) e demais unidades de apoio. A ação permitiu que 37 leitos fossem liberados para atendimento de pacientes com a Covid-19 no Platão, unidade localizada na zona leste de Manaus.

O HPS Platão Araújo continuará fazendo atendimentos na área de urgência em ortopedia, e os casos com necessidade cirúrgica serão transferidos para o FHAJ e demais unidades de apoio, conforme prevê o plano de contingência para o Período Sazonal da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), iniciado pelo Estado em novembro.

Na prática, a SES atua em duas frentes – a dos atendimentos de traumas decorrentes dos acidentes de trânsito no final do ano e na priorização da assistência à Covid-19 neste pico da pandemia, conforme detalhou o secretário Executivo de Assistência da Capital, Jani Kenta.

Já as cirurgias de rotina, como vesícula e hérnia, por exemplo, passam a ser centralizados no HPS João Lúcio que recebeu reforço no corpo clínico e também de material cirúrgico.

“O impacto é que estamos ativando um centro cirúrgico no João Lúcio que estava em processo de reforma, estamos ativando a sétima sala do Adriano Jorge. Com esse movimento nós vamos impactar muito na atenção à Covid e também nas causas externas, na traumatologia, reduzindo o tempo de espera por uma cirurgia ortopédica”, disse Jani.

Cirurgias Ortopédicas Noturnas – O Programa Gira Leitos de cirurgias ortopédicas executa os procedimentos no horário das 19h à 1h, para que a taxa de ocupação de prontos-socorros, como Platão Araújo, esteja dentro da capacidade ideal, reduzindo a superlotação e agilizando atendimentos.

“E como resultado nós teremos mais leitos para pacientes Covid nos prontos-socorros, poderemos agilizar as cirurgias de urgências e vamos liberar muitos leitos clínicos que pacientes Covid estão aguardando liberação”, disse o diretor do FHAJ, Ayllon Menezes.

FOTO: Divulgação/SES-AM

-publicidade-