Take a fresh look at your lifestyle.

AEDES AEGYPTI: 188 mil escolas participam da mobilização nacional contra mosquito, nesta sexta-feira (19)

-publicidade-

Atenção, você que é estudante das mais de 188 mil escolas de educação básica, ou 63 Universidades Federais, 40 Institutos Federais ou Centros Federais de Educação Tecnológica do Brasil. Nesta sexta-feira, agentes de saúde e da Vigilância Sanitária e militares das Forças Armadas vão abordar informações sobre as formas de extermínio do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, vírus zika e chikungunya, em instituições de ensino de todo o País, pelo Dia Nacional de Mobilização da Educação contra o Zika. Segundo o ministério da Educação, o objetivo é aproveitar o período de volta às aulas para incluir estudantes, professores, diretores e famílias no combate e prevenção ao mosquito. Em entrevista ao programa de rádio “Bom Dia Ministro”, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, afirmou que o evento vai marcar o início de ações de conscientização permanentes nas escolas. “Através das salas de aulas, a gente pode manter informada a juventude, as crianças, e elas levarem para dentro de casa uma nova atitude. Porque não adianta fazer um dia de mobilização. O dia é pra todo mundo parar e refletir. Vai ter que ser uma campanha permanente.”

Segundo o MEC, a mobilização faz parte do Pacto da Educação Brasileira contra o Zika, firmado no início do mês entre o ministério, representantes do governo federal, de estados e municípios, além de instituições e organizações públicas e particulares. O diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, explica qual é a melhor forma de combater o Aedes aegypti. “A principal forma de combater o mosquito Aedes aegypti, que transmite pelo menos três vírus, que são muito importantes no Brasil – vírus que causa a dengue, que causa a chikungunya e que causa zika – é evitando que o mosquito nasça, evitando a proliferação dos mosquitos. O mosquito precisa de água para colocar seus ovos e para que surjam novos mosquitos. Então é importante eliminar qualquer recipiente que contenha água parada.”

A expectativa é que a educação seja uma aliada na guerra contra o Aedes aegypti para evitar essa, e todas as doenças causadas pelo mosquito. Mais informações sobre o zika vírus, o Aedes aegypti e como se prevenir, podem ser encontradas no portal do Ministério da Saúde na internet, www.combateaedis.saude.gov.br
Reportagem, Bruna Goularte

-publicidade-