As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Agora na esquerda, Moro usa mesmo discurso e diz: “Somos quase 100%”

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro endossou o discurso dos movimentos de esquerda autodenominam pró-democracia

“Sempre apoiei a democracia e o Estado de Direito. Minha saída do governo se insere nessa defesa. Democracia e Estado de Direito têm muito mais que 70%, quase 100%. É uma anomalia estar discutindo essas questões”, disse Moro em entrevista à Folha.

Para o ex- ministros são manifestações naturais:

“Vejo esses manifestos com naturalidade, como reação às declarações que não têm sido felizes por parte do presidente, esses arroubos autoritários. Estamos discutindo temas da Guerra Fria, não deveríamos”

Sobre a possibilidade de aderir a um desses grupos, ele disse:

“Essa é uma questão em aberto. Minhas posições sempre foram muito favoráveis à democracia e ao Estado de Direito, e assim tenho me manifestado publicamente.”

Lula não será obstáculo para Moro aderir aos movimentos

“Nunca tratei essas questões nesse nível. Não tenho nenhum problema pessoal com Lula, ele pode ter comigo, não tenho nada. Discordo dele, divirjo do pensamento político dele e igualmente do que foi feito com a Petrobras durante o governo dele. Não existe um sentimento de animosidade pessoal, e divirjo dos crimes que foram cometidos. E não falei que vou abraçar o Lula. O movimento não é do Lula”. Por Gazeta Brasil