Take a fresh look at your lifestyle.

AIDS: Quem teve relação sexual sem proteção deve esperar 30 dias para fazer o teste que identifica o vírus

-publicidade-

O lavrador Wallas Barros decidiu fazer o teste para identificar o vírus da aids depois do carnaval. 

“Hoje em dia para transmitir, qualquer coisinha já pega, não é só em relação ao sexo não, se você tem alguma ferida na boca… Tem amigos meus que falam: ‘ah eu não vou, tenho vergonha, tenho medo’. Mas sempre é bom fazer [o exame]. Pra mim eu faço para minha saúde. Mais vale saber antes do que depois que a doença começar a aparecer.”

Mas o que o Wallas e muitos não sabem é que quem teve relação sexual sem proteção deve esperar 30 dias para fazer o teste que identifica o vírus da aids. É o que explica a coordenadora de laboratório do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais do Ministério da Saúde, Miriam Franchini

“Por isso que não adianta se a gente tiver um contato arriscado em um dia, ir fazer o exame no dia seguinte. O exame invariavelmente vai dar negativo, mesmo se a gente tiver tido contato com o vírus. Trinta dias é o tempo que o corpo da gente leva, quando ele é infectado, para produzir anticorpos contra o HIV, que os testes que detectam a infecção vão identificar. O diagnostico do HIV não é feito com um único teste. Se deu reagente naquele primeiro teste é feito um segundo teste imediatamente para confirmar a infeção. Dois testes reagentes, a pessoa é considerada definitivamente positiva para HIV. Nesse caso, vai ter que repetir o exame no período de 30 dias e usar camisinha durante todo esse tempo.”

A coordenadora de laboratório do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais, Miriam Franchini, orienta o que deve ser feito quando o resultado do teste de aids der positivo.

“Em caso de um resultado reagente, não entrar em pânico. Porque a aids não tem cura mas ela tem tratamento. E as pessoas vivem com qualidade de vida quando iniciam rapidamente o tratamento. E ela vai ser encaminhada pra fazer os exames complementares para poder acompanhar o tratamento dela corretamente. A recomendação para qualquer pessoa, independente do resultado do teste é fazer sexo com proteção. É usar a camisinha.”

O teste para identificar o vírus da aids é oferecido gratuitamente pelo SUS e está disponível nas Unidades Básicas de Saúde ou nos Centro de Testagem e Aconselhamento. Com o diagnóstico precoce é possível interromper a transmissão do vírus. Para saber mais, acesse a página do Departamento de DST/Aids e Hepatites virais do Ministério da Saúde. O endereço é: www.aids.gov.br

Reportagem, Diane Lourenço

-publicidade-