As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Alcance da meta de vacinação protege população contra H1N1, mas cuidados devem ser permanentes, conforme alerta da Semsa

Manaus foi mais uma vez campeã de vacinação em nível nacional, com 100,79% por cento da população do grupo alvo protegida contra os vírus da gripe, principalmente o H1N1, que já causou três mortes na capital.

Mesmo com o sucesso da imunização, os cuidados com a higiene e locais com grande aglomeração de pessoas devem ser permanentes, conforme alerta a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), devido ao grande número de casos da doença ainda registrado no País.

No Brasil, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado no último dia 25, já foram registrados 588 mortes pelo H1N1. O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, ressalta que não há motivo para pânico pela doença em Manaus, onde os números de óbito estão dentro da margem estimada pela vigilância epidemiológica.

Segundo Homero, a Organização Mundial de Saúde afirma que a pandemia da gripe H1N1 está controlada. No entanto, o aumento de casos em São Paulo tem tornado a doença um motivo de preocupação.

O secretario enfatiza os cuidados básicos que a população deve ter como lavar as mãos com água e sabão e evitar passá-las no rosto, principalmente na boca; evitar manter contato muito próximo com pessoa gripada; não compartilhar objetos pessoais como toalha, copo, talheres ou travesseiros e evitar locais fechados e com muitas pessoas.

No último dia 24, a Semsa divulgou os números da 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza. As unidades de saúde vacinaram 400.092 pessoas dos grupos alvo da campanha, atingindo 100,79% da meta, superando os 80% de cobertura exigida pelo Ministério da Saúde (MS). O resultado final será divulgado após o dia 31 deste mês, quando serão inclusos os registros do grupo de acamados e da zona Rural de Manaus.

Com os bons índices de cobertura vacinal alcançado pela rede de saúde nesta campanha de 2016, Homero de Miranda Leão, destacou a importância das ações e parabenizou às equipes de trabalho e a resposta positiva dada pela população à convocação feita pela Secretaria de Saúde.

De acordo com resultado do levantamento realizado, 147.271 crianças menores de cinco anos tomaram a vacina (90,15%), 50.374 trabalhadores da Saúde (107,80%), 27.593 gestantes (85,88%), 6.079 puérperas (115,09%), 489 indígenas (91,74%), 126.405 idosos (113,20%), e 41.881 pessoas com comorbidades (112,38%).

Além das unidades básicas, que funcionam das 8h às 17h, doses da vacina também foram oferecidas em dez unidades de horário estendido, onde postos de vacinação funcionaram até as 21h da última sexta-feira, 20. As pessoas vacinadas estarão protegidas contra os vírus H1N1, H3N2 (da Influenza A) e Influenza B, até o próximo ano.

Segundo o secretário, a Semsa agora se prepara para as campanhas de Multivacinação a ser realizada de 11 a 17 de junho, e contra à Poliomielite, com início previsto para o dia 22 de agosto e encerramento em 2 de setembro deste ano.

você pode gostar também