Diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares são algumas delas

A falta de higiene bucal pode acarretar doenças periodontais (gengivas e suporte ósseo) e cáries, com possibilidade de evoluir para problemas endodônticos (canal). Esses focos de infecção na boca, além do problema local, agravam as doenças crônicas preexistentes, como diabetes, por exemplo.

Os pacientes diabéticos devem estar compensados, ou seja, com a doença controlada, principalmente quando são realizados procedimentos odontológicos que envolvem sangramento, cirurgias e raspagens profundas, por exemplo, pois a cicatrização desses pacientes é bastante deficitária. “Além disso, o processo inflamatório gerado por problemas bucais dificulta a absorção de insulina, aumentando a resistência insulínica dos pacientes diabéticos. Dessa forma, haverá uma maior descompensação glicêmica por parte destes pacientes”, explica Dr. José Henrique de Oliveira, cirurgião dentista e Diretor de Operações do INPAO Dental – Instituto de Previdência e Assistência Odontológica, um dos principais planos odontológicos do Brasil.

Outras doenças crônicas como a hipertensão e os problemas cardíacos também precisam estar sob controle quando o paciente começa um tratamento dentário, já que o anestésico utilizado deverá ser sem vasoconstritor. O diretor do INPAO Dental ressalta ainda que, em procedimentos odontológicos que envolvem sangramento, deve ser feita a ‘antibiótico-terapia profilática’, evitando-se uma endocardite bacteriana, ou seja, uma infecção do revestimento interno do coração.

“A orientação é que o paciente converse com o seu dentista e explique sobre as doenças crônicas que possui para que ele possa oferecer o tratamento mais adequado e seguro, preservando seu bem-estar e qualidade de vida. Prevenção ainda é o melhor remédio e é o que fazemos nas empresas que possuem nossos planos odontológicos, realizando palestras in company com especialistas que mostram e comprovam os benefícios de se manter saudável e seguir os tratamentos indicados pelo médico e dentista”.

Problemas dentários estão entre os motivos de absenteísmo nas empresas

A ausência de um colaborador por motivos dentários afeta todo trabalho da equipe, pois geralmente acontece de forma inesperada. Há evidente queda da qualidade dos serviços e aumento dos custos, pois as ações para contornar essa ausência não são planejadas. Abaixo as principais razões de aumento de custos devido ao absenteísmo causado por problemas dentários:

Perde-se a produtividade do colaborado ausente;
Geram-se custos em função de horas extras de outros colaboradores, na tentativa de compensar a ausência;
Diminuição total da produtividade dos colaboradores;
Custos oriundos de ajuda temporária;
Possível perda de negócios e / ou clientes insatisfeitos.
Além da diminuição de produção e aumento de custos, um colaborador com uma saúde bucal deteriorada, em geral, é desmotivado, refletindo em sua efetividade no trabalho, finaliza Dr. José Henrique.

Sobre INPAO Dental – Fundado em 1964, o Instituto de Previdência e Assistência Odontológica – INPAO Dental é um dos principais planos odontológicos do Brasil e conta com mais de 20 mil opções de atendimento na sua rede credenciada, presente em todos os estados do país. A rede INPAO Dental realiza quase 1 milhão de procedimentos por ano. Possui uma carteira com mais de 1.500 clientes, que representa cerca de 350 mil beneficiários.