Take a fresh look at your lifestyle.

Alerta – Efeitos do abuso do álcool são prenúncio de dependência

-publicidade-

Quem exagera na bebedeira já espera a reação negativa do corpo no dia seguinte. Dor de cabeça, vômito, indisposição e outros sintomas característicos da chamada ressaca. O problema acontece quando o corpo recebe uma dose maior de álcool do que é capaz de metabolizar. Leonardo Moreira, psiquiatra especialista em dependência química, que atua na Secretaria de Saúde do Distrito Federal, explica que a ressaca já é prenúncio da dependência do corpo pelo álcool.

“A ressaca é uma resposta de um organismo que foi maltratado por uma agressão externa de uma sustância que no caso é o álcool. Essa agressão a gente identifica a partir de níveis pequenos de consumo de álcool. É importante até pra sociedade esclarecer assim: ‘bom, mas eu tomei só cerveja’. Tem um mito de que se não mistura um tipo de bebida com outra não daria ressaca”.

A ressaca pode ser mais grave, quando a pessoa não estava hidratada antes de ingerir bebidas alcoólicas, não se alimentou ou de acordo com a velocidade de consumo. Quanto mais rápido se bebe, menos tempo o corpo tem para metabolizar a bebida. O médico psiquiatra diz que não há remédio milagroso.

“As pessoas às vezes também têm algumsa maneiras assim: ‘bom, se eu tomar um remédio que é propagado na mídia, um antes e um depois’. Na verdade você pode mascarar os sintomas da agressão: a dor de cabeça, a náusea ou a desidratação. A pessoa usa um isotônico. Mas a agressão existiu. Você está tratando um machucado. Mas, tá machucado”.

O SUS oferece ajuda para as pessoas que querem evitar problemas decorrentes do uso do álcool. Elas podem procurar o Centro de Atenção Psicossocial do município ou, no caso de cidades onde não existem esses centros, a opção é uma Unidade Básica de Saúde.

Reportagem, Erika Braz

-publicidade-