O prefeito Alexandre da Carbrás durante encontro com os presidentes e blocos se colocou a disposição dos grupos para tentar logo após o Carnailha 2015, junto ao governo federal e a iniciativa privada, buscar recursos para o Carnailha de 2016. Segundo Alexandre, o carnailha deve ter outras fontes de renda além da Prefeitura de Parintins e Governo do Estado.
O prefeito de Parintins informou também que a partir de após a definição do formato, a Prefeitura por meio da Secretaria de Cultura e Turismo inicia nesta segunda-feira a fase de liberação dos recursos para o carnaval.

O prefeito explicou que dos R$ 300 mil disponibilizados pelo Governo do Estado, na pessoa do professor José Melo, 10%, ou R$ 30 mil serão por conta de determinação do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, direcionados a projetos de cultura. “Mesmo sendo um valor abaixo dos anos anteriores, o professor Melo mostrou compromisso com a nossa cultura em meio a crise que se instalou no país”, destacou.

O prefeito lamentou porém que membros da oposição espalharam na mídia e em redes sociais que Parintins não teria carnaval. Segundo Alexandre, em nenhum momento a Prefeitura se manifestou sobre a não realização do carnaval. “Está claro que essa é uma oposição não apenas ao nosso governo, mas a Parintins. Eu fui oposição e nenhum momento trabalhei contra o carnaval. É muito triste observar discursos tão rancorosos de pessoas que dizem amar Parintins. O certo é que teremos um carnaval em termos de estrutura e recursos menor, mas tenho certeza que será tão animado quanto a outros anos” declarou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here