A arrecadação da Alfândega do Porto de Manaus, no primeiro mês de 2015 alcançou o valor de R$ 76,8 milhões, representando 6% de todos os tributos federais arrecadados no estado do Amazonas que totalizaram R$ 1,27 bilhão.

Durante o mês de janeiro a Alfândega do Porto de Manaus recolheu R$ 41,79 milhões de Imposto de Importação, representando uma queda de 1,92% em comparação ao ano de 2014, quando o valor atingido foi de R$ 42,61 milhões.

Resultado alcançado por este tributo no mês de janeiro foi ocasionado, sobretudo, pelo comportamento da atividade econômica Fabricação aparelhos de recepção, gravação de áudio e vídeo, cujo reflexo no índice de crescimento foi de 9,43 pontos percentuais negativos, seguido das atividades Moagem de trigo e fabricação de derivados, Fabricação de aparelhos telefônicos e outros equipamentos de comunicação e Fabricação de automóveis, camionetas e utilitários.
Em relação ao Imposto sobre Produtos Industrializados o órgão federal recolheu R$ 10,33 milhões, total que apresentou um acréscimo de 35,74% quando comparado ao montante alcançado no mesmo período do ano de 2014, R$ 7,61 milhões. O resultado positivo foi influenciado, sobretudo, pelo desempenho das atividades econômicas Fabricação aparelhos de recepção, gravação de áudio e vídeo, Comércio atacado de máquinas, aparelhos e equipamentos não especificados, Fabricação de aparelhos eletrodomésticos não especificados e Fabricação de motocicletas.
As contribuições PIS e Cofins em janeiro de 2015, somadas, atingiram R$ 19,55 milhões, valor inferior ao arrecadado em 2014 que foi de R$ 24,71 milhões. A retração na arrecadação dessas contribuições ocorreu devido à retração industrial no estado do Amazonas que registrou queda de 5,10%.
Em multas a fiscalização da Alfândega do Porto de Manaus arrecadou no mês de janeiro R$ 1 milhão, apresentando um acréscimo percentual de 147% em comparação ao ano de 2014, que obteve um total de R$ 405 mil.

Nos terminais portuários alfandegados a fiscalização da Alfândega desembaraçou 7.791 declarações de importação. O tempo médio líquido de desembaraço para cada declaração de importação foi de 16,53 horas.

O resultado da arrecadação da Receita Federal do Brasil, de meses anteriores, pode ser consultado no endereço eletrônico http://www.receita.fazenda.gov.br/Arrecadacao/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here