Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Alunos da rede estadual conquistam 27 medalhas na Olimpíada Nacional de Ciências 2020

Em razão da pandemia, disputa aconteceu de forma inteiramente on-line

Vinte e sete medalhas, sendo 12 de ouro, 11 de prata e quatro de bronze. Este foi o resultado obtido pelos alunos do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Marcantônio Villaça 2 (CMPM 2) na Olimpíada Nacional de Ciências 2020 (ONC 2020). Além disso, a unidade foi detentora de oito menções honrosas. Promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), a disputa foi realizada de forma inteiramente on-line, em razão da pandemia da Covid-19.

No CMPM 2, o grupo que concorreu à ONC 2020 foi coordenado pelo professor de Matemática, Wellington Moraes do Espírito Santo. Para o educador, as 27 medalhas conquistadas na disputa coroam todo o esforço e a dedicação entregues pelos estudantes.

“No momento em que o Brasil e o mundo se encontram, em relação à Covid-19, é evidente que precisamos de mais cientistas, e esse resultado nos deixa com a sensação de missão cumprida, pois estamos incentivando nossos alunos a terem um olhar especial para a Ciência”, completou o professor.

Uma das medalhistas de ouro, a estudante Maria Luísa Serrão destacou as dificuldades encontradas durante a ONC 2020. “Foi uma prova muito complicada. Não apenas em relação às questões, que foram bem complexas, mas também quanto ao formato da disputa, que foi on-line. Acabei tendo alguns problemas com internet no decorrer do exame, o que me atrapalhou um pouco. Por isso, não estava com muitas expectativas de ganhar medalha, apesar dos esforços nos estudos”, revelou a aluna.

Também medalhista da “douradinha”, Vinícius Ramos Brito ficou bastante feliz com a conquista. “Foi resultado do esforço que dediquei aos estudos na Olimpíada. Além do mais, ajudou-me a desenvolver meu carinho pela Ciência e deu ânimo para que eu me dedique mais a essa área. Também tenho de agradecer ao meu professor, Wellington Moraes, que confiou em mim ao me inscrever na disputa, dando-me essa oportunidade de expandir meus conhecimentos”, reforçou o estudante do CMPM 2.

Outro medalhista de ouro na ONC 2020, Daniel Amud Rodrigues se disse honrado pela participação. “Sinto-me realizado em ter conquistado esse resultado em uma competição dessa proporção e, mais ainda, em poder representar minha escola e meu estado”, finalizou o aluno.

Essa é a segunda vez que a escola participa da ONC. Em 2019, a unidade saiu da disputa com três medalhas, sendo duas de prata e uma de bronze, e duas menções honrosas.

Medalhistas – Além do trio, conquistaram medalhas de ouro os seguintes estudantes: Rodrigo Henrique da Silva Pádua, Giovanna da Frota Oliveira, Larissa de Souza Costa, João Pedro Rosa Barroncas, Roberto Augusto Mazetto Silva Vieira, Gabriel Otávio Barreta da Silva, Luanny Cristina Teles de Lemos, Bernardo Lourenço Martins de Souza e Ana Letícia Muniz dos Reis.

Os medalhistas de prata foram: Maria Clara Mathias Cavalcante, Raíssa Gonçalves Holanda, Waldir Melo Neto, Kevin Victor Carvalho Maia, Rita de Cássia Brasil Alves, Geovanna Albuquerque Dantas, Nikolas Vieira Maia, Lorena Gama Maia, Gabriel Batista Dias, Giovanna Vitória Corrêa de Vasconcelos e Odacir Richards Pontes Rocha.

Por fim, Sofya Moura da Silva, William de Souza Freire, Atos Brito Omena e Sophia dos Santos Guimarães receberam medalhas de bronze.

Sobre a ONC – A Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) integra o Programa Ciência na Escola (PCE) e é uma realização de cinco sociedades científicas: a Sociedade Brasileira de Física (SBF), a Associação Brasileira de Química (ABQ), o Instituto Butantan, a Sociedade Astronômica Brasileira e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Ela resulta de um convite do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) a essas sociedades e se destina a estudantes do Ensino Médio e do 8ª e 9º anos do Ensino Fundamental.

FOTO: Divulgação/Seduc-AM

-publicidade-