Take a fresh look at your lifestyle.

Alunos da rede estadual participam de oficina sobre mapeamento mental

-publicidade-

A estratégia é usada para organizar conteúdos e facilitar o processo de memorização dos alunos do 9º ano da Escola Estadual (EE) Olga Falcone

Técnica que traz uma abordagem diferente e muito interessante para complementar os estudos para todas as faixas etárias, o uso de mapas mentais foi o foco de uma oficina direcionada a alunos do 9º ano da Escola Estadual (EE) Olga Falcone, localizada na zona oeste de Manaus.

O evento aconteceu nesta quarta-feira (25/11) e teve como objetivo traçar estratégias para memorizar conceitos, além de realizar o mapeamento mental a partir de ramificações coloridas, traços e setas, elementos que direcionam o olhar e também ajudam na construção do raciocínio que auxilia os estudantes a absorver conteúdos específicos, elencando as informações mais importantes com o uso de palavras-chave, pequenos desenhos e ícones.

Para a professora e idealizadora do projeto, Maria Alcivandra Pantoja, a proposta surgiu após observar a utilização de alguns materiais usados pelos alunos. “A gente sabe que, hoje, essa garotada gosta bastante de fazer resumos, usar canetas coloridas nos cadernos e, ao observar isso, no ano passado, comecei a pesquisar mais sobre os mapas mentais a fim de inserir esse método com os estudantes que estão finalizando o Ensino Fundamental e que devem realizar provas avaliativas no final do ano letivo”, disse.

Devido aos protocolos de saúde, a oficina será, inicialmente, ministrada para quinze alunos e, após os resultados, a atividade será expandida para outras turmas, de forma gradual e respeitando os procedimentos estabelecidos pelos órgãos de Saúde.

A docente explica, ainda, que passou a desenvolver as atividades durante as aulas remotas. “A partir daí, pedi para que os estudantes me mandassem tais mapas a partir das atividades que encaminhava a eles. Com o retorno presencial, começamos a desenvolver duas formas de mapeamento mental, individual e com a utilização do programa [app]. Nosso intuito é realizar esta oficina para avaliar o nível de aprendizado desses estudantes a fim de continuar a usar estratégias de mapeamento mental para auxiliá-los durante o ano letivo”, concluiu.

Foto: Divulgação

-publicidade-