As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Alunos de atividade esportiva do Ceci ganham qualidade de vida com pilates

Incluir a atividade esportiva na vida dos idosos, inclusive o pilates, que tem como característica controlar os músculos do corpo e fortalecer a musculatura, tem sido um dos pilares do Centro de Convivência Estadual do Idoso (Ceci), administrado pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), que mantem atualmente cinco turmas de pilates. Situado no bairro de Aparecida, o Centro de Convivência possui uma gama de atividades cotidianas, laborais, físicas e intelectuais.

Com base em informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que em 2050 a população mundial com idade superior a 60 anos chegue a 2 bilhões, o que representa um quinto da população mundial, surge o grande desafio de envelhecer saudável. A professora de pilates do Ceci, Priscila de Oliveira Paiva, que é fisioterapeuta, destacou a importância do esporte na vida do idoso, como essencial, principalmente por conta das alterações no decorrer da idade e o exercício físico traz mobilidade, restaura a musculatura e as articulações.

Segundo Priscila de Oliveira Paiva, os idosos já entenderam que se eles ficarem parados começam a desenvolver dores articulares e musculares e não tem como se livrar se ficarem parados. “Eles adoram pilates por ser uma atividade que, além de alongar, alivia as dores articulares e musculares, o que é comum nessa fase da vida, quando aparece hérnia de disco, bico de papagaio e outras doenças nas alterações ósseas”, disse, acrescentando os exercícios corrigem a postura e ainda ajudam na parte respiratória.

Há cinco anos realizando a atividade no Ceci, a professora disse que a participação é ativa, tanto nas turmas de terça e quinta-feira, pela manhã; como nas turmas de segunda e quarta-feira à tarde. “A participação é fundamental e os participantes já entenderam isso, tanto é que se mantém assíduos nas aulas”, informou, ressaltando que o público masculino normalmente desiste com facilidade. “Atualmente, temos apenas dois homens no pilates que entenderam a importância do esporte para suas respectivas vidas”, completou.

Qualidade de vida – A maioria dos participantes das aulas de pilates, assim como de outras atividades esportivas do Ceci, admite que o esporte foi uma decisão acertada por conta das inúmeras dificuldades enfrentadas, com relação à saúde. Nessa faixa etária, a atenção com a saúde deve estar mais acentuada pelo fato de haver um declínio nas funções fisiológicas que podem gerar agravos à saúde, além de ocorrer perda de massa muscular, massa óssea e, consequentemente, diminuição da força muscular, por conta disso a prática de atividade física é de extrema importância para melhorar a qualidade de vida dos idosos.

A aposentada Maria do Perpetuo Socorro de Oliveira, 69 anos, há um ano participa das atividades do Ceci. Ela admite que a prática esportiva foi um grande salto importante para adquirir qualidade de vida. Ela conta que antes sentia muitas dores, principalmente ao levantar, mas, agora, com as atividades que vem fazendo melhorou 100%. “Faço pilates, alongamento e hidroginástica e por conta de dores na coluna cheguei a fazer fisioterapia”, informou, admitindo que hoje o Centro se tornou a extensão da casa dela.

Para Josefa de Oliveira, 74 anos, há 11 anos no Ceci, o esporte foi a decisão mais acertada em sua vida nos últimos anos para aliviar as dores que sentia. “Para nós da terceira idade, pilates, alongamento e caminhada são fundamentais”. Ela disse que já fez dança, mas parou, preferindo ficar com o esporte apenas.

A viúva Ednelza Dasso, 56 anos, aposentada, mãe de dois filhos; frequenta o Centro há um ano onde faz pilates e dança. “O pilates é tudo de bom, aconselho a todas as pessoas da terceira idade que façam; não fiquem em casa ociosos; aqui é maravilhoso, nos permite ter saúde, paz e lazer”. Na opinião de Ednelza, é melhor fazer exercício físico do que comprar remédio”, garante, elogiando a atuação da professora por desenvolver um trabalho muito sério. “Ela se desdobra, se esforça, e a gente se sente bem. Meu objetivo é saúde”, frisou.

Chamado primeiramente de “contrologia”, o pilates é um tipo de atividade física que busca o controle dos músculos do corpo, fortalecendo a musculatura e melhorando seu tônus, além de conferir maior flexibilidade ao corpo. Hoje, alguns médicos a consideram uma forma de terapia, por ser um exercício individualizado. A técnica é mais próxima a um exercício de força e é conhecida por melhora do contorno corporal, além de trazer mais força, ajustar a postura e melhorar a musculatura do centro do corpo, chamada de core.

FOTO: JANDER SOUZA/SEAS

você pode gostar também