As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Amaro Freitas Trio faz show de turnê do álbum ‘Rasif’ no Teatro Amazonas

Músico também realiza uma oficina gratuita no Palácio da Justiça

Uma das grandes revelações do jazz brasileiro, o pianista e compositor Amaro Freitas se apresenta pela primeira vez em Manaus, com o show de turnê do álbum “Rasif, no Teatro Amazonas, na próxima terça-feira (10/03), às 20h. O músico pernambucano também realiza uma oficina sobre jazz autoral, na segunda-feira (09/03), no Palácio da Justiça. Os eventos têm entrada gratuita.

O show tem patrocínio da Petrobras e Ministério da Cidadania, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Influenciado pelo mestre do frevo Capiba, por Moacir Santos, Hermeto Pascoal e Egberto Gismonti, mas também pelas grandes referências do piano jazz, como Thelonious Monk, Keith Jarrett ou Chick Corea, Amaro Freitas, para além do sempre predominante samba jazz, volta-se para a cultura nordestina e traduz frevo, baião, maracatu, ciranda e maxixe para a linguagem do jazz.

“Rasif” é o disco mais recente de Amaro, que estreou em 2016, com o álbum “Sangue Negro”, conquistando a crítica de imediato, além do Prêmio MIMO Instrumental. O seu último álbum confirma a inventividade do seu trabalho. Contratado pelo selo londrino Far Out, o pianista já se apresentou em importantes clubes de jazz e festivais, dentre eles: Bari in Jazz e Grado Jazz (Itália), Unterfahrt Jazz Club (Munique), Casa da Música (Porto) e nas respeitadas Ronnie Scott’s (Londres) e Dizzy’s Jazz Club (Nova Iorque).

Nesta trajetória, Amaro arrebatou também a crítica internacional em importantes mídias especializadas, como Jazzwise, All About Jazz, BBC Rádio e na mais prestigiada revista de jazz do mundo, Downbeat.

Show – Para realizar o cruzamento de elementos da cultura popular afro-brasileira com o jazz, formando uma única espiral sonora, Amaro Freitas é acompanhado de Jean Elton (baixo acústico) e Hugo Medeiros (bateria). O trio convida a desbravar novas rotas e experimentar a capacidade percussiva do piano, em complexos padrões matemáticos, ritmos imprevisíveis e hipnóticos.

No primeiro momento do concerto, são apresentados temas como “Coisa nº 4”, de Moacir Santos – única música não autoral do repertório –, “Dona Eni”, “Samba de César” e “Trupé”. Na sequência, os músicos contrastam temas frenéticos, com “Aurora” e “Rasif”, ambos evocando momentos de plenitude. Na segunda parte, Amaro introduz uma performance solo e, na sequência, passeia pelo frevo “Encruzilhada”, além de “Vitrais” e “Mantra”. Para o público, a experiência é de um fluxo musical sem fronteiras que conecta com naturalidade o folclore do Nordeste brasileiro à vanguarda de nomes como Vijay Iyer, Craig Taborn, Thelonious Monk e dos conterrâneos Moacir Santos e Hermeto Pascoal.

Oficina – Na próxima segunda-feira, a partir das 14h, no Centro Cultural Palácio da Justiça (avenida Eduardo Ribeiro, 901, Centro, zona sul), Amaro Freitas ministra a oficina gratuita “O Jazz Autoral no Mercado da Música”, que será voltada para as temáticas que envolvem produção musical, gestão de carreira, visão de mercado e relação com gravadoras. Em um segundo momento, Freitas compartilhará um pouco do seu processo criativo, voltado especialmente para o jazz e música instrumental, promovendo um estudo de caso, com a colaboração do público e de trabalhos recentes.

A oficina é voltada para músicos, estudantes, pesquisadores e praticantes em geral, tendo como objetivo promover intercâmbio de conhecimento, networking e fortalecimento da rede artística local através de compartilhamento de práticas em música autoral.

As inscrições poderão ser realizadas no local, no dia do evento, com recomendação de chegar 30 minutos antes do início da oficina. Para participar, basta levar o RG e o CPF. As vagas são limitadas.

FOTO: DIVULGAÇÃO