Amazon Hackfest Contra a Corrupção terá participação do TCE-AM

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) participará nos dias 12, 13 e 14 de outubro do 1º Amazon Hackfest – Contra a Corrupção, evento promovido pela Procuradoria Geral de Justiça do Amazonas que consiste em uma maratona de programação de aplicativos e softwares voltados ao combate à corrupção.

Sob coordenação do Centro de Apoio Operacional de Inteligência, Investigação e Combate ao Crime Organizado (CAO-Crimo) e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), o evento também contará com oficinas, palestras, praça de food truck, mostra de cinema e experimento social. O TCE-AM é um dos apoiadores do evento.

Pelo Ministério Público de Contas, o procurador Rui Marcelo Alencar Mendonça fará palestra no sábado (13/10), às 15h, com o tema “Auditoria Ambiental no Estado do Amazonas”. O TCE amazonense é pioneiro no país em realizar auditorias ambientais no Estado, sendo reconhecido internacionalmente em seu trabalho de fiscalização e preservação do meio ambiente.

Em audiência, o procurador de Justiça Mauro Veras, do Ministério Público do Estado do Amazonas, solicitou à presidente do Tribunal de Contas, conselheira Yara Lins dos Santos, a cessão de dados abertos, para que sejam usados na construção dos aplicativos. Foi acordada ainda a participação de técnicos do Departamento de Meio Ambiente do TCE-AM (Deamb), na realização de uma oficina de auditoria ambiental, e da Diretoria de Tecnologia da Informação (Ditin), na tutoria dos alunos que farão os aplicativos.

O Amazon Hackfest é voltado para a sociedade civil, mas apoia-se principalmente na mobilização coletiva de estudantes e profissionais de Tecnologia da Informação, e, ainda, das áreas de Direito, Administração, Gestão Pública, Design, Contabilidade, Arte/Mídia, e áreas afins.

O evento será realizado em duas etapas, a primeira nos dias 12, 13 e 14 de outubro, no Espaço Ocean, na Universidade Estadual do Amazonas (Uea). A etapa final será no dia 10 de dezembro, durante a semana nacional de combate à corrupção. O Hackfest amazonense foi inspirado na experiência do Ministério Público da Paraíba, para estimular a participação social no combate à corrupção e, tendo a tecnologia como aliada, coibir atos de natureza ilícita.

No Amazonas, o evento tem apoio de várias instituições públicas, como o TCE-AM, o Ministério Público, o Governo do Amazonas, o Tribunal Regional de Trabalho 11ª região, a UEA, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

Compartilhe