As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Amazonas abre Processo Seletivo para contratar 2,8 mil professores

Maioria das vagas é para trabalhar nas escolas do interior do Amazonas

Gov Agricultura

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, vai contratar emergencialmente 2.868 professores temporários por meio de Processo Seletivo Simplificado (PSS) 2019/2020. Os profissionais atuarão nas escolas estaduais de Manaus e do interior do Amazonas. Ao todo, o processo selecionará educadores nas modalidades Ensino Regular, Educação Especial, Mediação Tecnológica e Unidade Prisional. Os editais completos do PSS estão disponíveis no site da secretaria: https://bit.ly/34govxT.

Serão admitidas inscrições somente via internet. Os candidatos poderão se inscrever gratuitamente pelo site http://www.concursoscopec.com.br, no período das 10h do dia 23 de dezembro de 2019 até as 16h do dia 6 de janeiro de 2020, observado o horário oficial de Manaus.

O secretário de Estado de Educação e Desporto, Vicente Nogueira, explicou que o processo é necessário, uma vez que, devido à abrangência da Secretaria de Educação, inevitavelmente, há necessidade de professores temporários. “A todo momento há, por exemplo, professores pedindo licenças por motivos de doenças, licenças-maternidade, licenças por motivos pessoais e demais afastamentos. Por isso, a secretaria precisa estar preparada para não faltar professor em sala de aula”.

Os profissionais temporários ocuparão a maioria das vagas que não foram preenchidas pelo concurso público de 2018 e substituirão as contratações temporárias do PSS 2016. No total, com as duas convocações de concursados, a secretaria preencheu 4.026 vagas, restando, ainda, necessidade de substituir 2.987 professores do antigo PSS.

Das vagas ofertadas pelo processo, 293 são para a capital e 2.619, para o interior. Além disso, a secretaria irá formar um cadastro de reserva para que sejam chamados profissionais conforme a necessidade. Os professores começarão a atuar nas unidades de ensino do Estado no ano letivo de 2020, com carga horária de até 40h.

O PSS foi autorizado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) em consonância com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Concursados – Vicente Nogueira explicou, ainda, que a contratação emergencial não afeta a convocação dos concursados – que tiveram o cronograma de posse e lotação disponibilizado na última semana e seguem sendo atendidos normalmente pela secretaria.

“Chamaremos absolutamente todos os profissionais do magistério concursados dentro do número de vagas disponíveis e estamos trabalhando com o cadastro reserva para tal. Os temporários são profissionais que se submetem à seleção e, havendo necessidade, são convocados. Diferente dos concursados, cuja posse é definitiva”, frisou Vicente Nogueira.

Três modalidades – O edital nº 01 – 2019/2020 trata das 2.824 vagas para três modalidades: Ensino Regular, Educação especial e Mediado Tecnológica. Os candidatos devem indicar, no ato da inscrição, o município/comunidade em que deseja atuar caso selecionado. Podem se inscrever os candidatos que apresentarem os documentos obrigatórios e que preencham os requisitos básicos constantes no edital.

Unidades prisionais – O edital nº 2 – 2019/2020 disponibilizado se refere às vagas disponíveis para atuação na Escolas Estadual Giovanni Figlioulo, que atende a unidades prisionais de Manaus, e no Anexo Prisional de Itacoatiara. Ao todo, são ofertadas 44 vagas – sendo 41 para a capital amazonense e três para o município do interior.

As vagas destinadas a Itacoatiara englobam os seguintes componentes curriculares: Biologia, História e Língua Portuguesa. Já as vagas para Manaus são voltadas às modalidades Ciclo (EJA), Biologia, Ciências, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Inglesa, Língua Portuguesa e Matemática.

Educação Indígena – Também está previsto um edital com 716 vagas disponíveis para atuação na educação indígena, que deve ser publicado somente na próxima semana.

FOTO: Divulgação/Secretaria de Educação e Desporto

você pode gostar também