As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Amazonas entra na campanha #liberacbf para Arena da Amazônia receber jogos do Campeonato Brasileiro

Amazonas/#liberacbf/Arena da Amazônia/Campeonato Brasileiro

A proibição da venda dos mandos de campo pelos clubes na Série A do Brasileirão em 2017 pode prejudicar a Arena da Amazônia. A decisão deve gerar um prejuízo maior que nos últimos três anos, pois a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), tem um custo mensal de quase R$ 550 mil com o estádio.

Por conta disso, e para evitar maiores problemas na administração da arena, o Governo do Amazonas, por meio do secretário da Sejel, Fabrício Lima, se juntou à campanha, hashtag #liberacbf, nas redes sociais. O objetivo é reverter a decisão acatada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A proibição foi definida pelos clubes no Conselho Técnico do Brasileiro da Série A, no início desta semana.

De acordo com o secretário Fabrício Lima, autoridades das praças esportivas usadas na Copa do Mundo de 2014 já estão juntos na campanha #liberacbf.

Foram favoráveis à medida sugerida pelo presidente do Atlético (MG), Daniel Nepomuceno, 14 clubes,e seis clubes votaram contra a proibição, como o Flamengo. Além da Arena da Amazônia, Estádios Mané Garrincha, em Brasília (DF), Arena Pantanal, em Cuiabá (MT) e Arena das Dunas, em Natal, (RN), devem ter problemas para equilibrar as finanças sem as partidas do Brasileirão.