As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Amazonas precisa de qualificar mais de 140 mil trabalhadores em profissões industriais até 2023 para atender demanda

Segundo Mapa do Trabalho Industrial, do SENAI, áreas de metalmecânica e eletroeletrônica demandarão técnicos capacitados em quatro anos

O estado do Amazonas terá de qualificar 142.089 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e divulgado nesta segunda-feira (30).

Segundo o gerente da Escola SENAI Antônio Simões, em Manaus, José Nabir, os setores que mais vão demandar mão de obra qualificada no estado são os de metalmecânica e eletroeletrônica. Nabir aponta que a capacitação dos jovens locais pode ajudar na inserção no mercado de trabalho e lembra ainda dos desafios que devem ser enfrentados com as recentes demandas tecnológicas.

“Há também a necessidade de requalificarmos os profissionais que já estão inseridos no mercado de trabalho. Em função da mudança tecnológica e do contexto do emprego, eles vão precisar voltar para as escolas de formação profissional, em especial dentro do SENAI no Amazonas, para fazer essa requalificação e aperfeiçoamento profissional”, explicou o gerente.

O deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM) acredita que é necessário treinar e qualificar profissionais no estado, principalmente por conta do desenvolvimento da Zona Franca de Manaus. “O complemento da educação formal acadêmica é a educação profissional, na qual as estruturas do Sistema S cumprem um papel fundamental, possibilitando que a gente tenha melhoria na qualidade da mão de obra. O desafio é enfrentar um dos maiores problemas da economia nacional, que é a produtividade. Quanto mais educação profissional tivermos, maior é a produtividade da nossa indústria, que é um elemento fundamental para que ela seja competitiva”, defendeu o parlamentar.

Qualificação profissional

O Mapa do Trabalho Industrial mostra que entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados estão as de montadores de equipamentos eletroeletrônicos (22.307) e operadores de processos das indústrias de transformação de produtos químicos, petroquímicos e afins (1.964).

Arte: Sabrine Cruz e Italo Novais/Agência do Rádio Mais
Arte: Sabrine Cruz e Italo Novais/Agência do Rádio Mais

Já a demanda por capacitação de profissionais com formação técnica no Amazonas será maior nas áreas transversais; metalmecânica; equipamentos de transporte e veículos; eletroeletrônica; e energia e telecomunicações. Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção.

Os jovens que tiverem interesse em uma dessas áreas podem acessar o site fieam.org.br ou comparecer a uma das unidades do SENAI no estado. Mais informações podem consultadas pelo telefone (92) 3182-9975.

Repórter Sara Rodrigues
Foto: Divulgação/SENAI

você pode gostar também