Amazonas Notícias

Amazonas registra crescimento de 3,23% em aberturas de empresas no primeiro semestre de 2023

O Governo do Amazonas, por meio da Junta Comercial do Estado (Jucea), registrou, no primeiro semestre de 2023, um crescimento de 3,23% no número de aberturas de empresas em solo amazonense, em comparação ao mesmo período de 2022. Ao todo, de janeiro a junho de 2023, foram constituídos 3.998 novos empreendimentos no estado, 125 empresas a mais do que no mesmo período de 2022.

Os dados são do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. E não incluem os Microempreendedores Individuais (MEIs), que são constituídos, por meio do portal do Empreendedor, do Governo Federal.

No que diz respeito aos cinco municípios que mais constituíram empresas no primeiro semestre destacam-se: Manaus com 2.926 novas empresas, sendo 1.971 na segmentação de serviços. Já em relação aos municípios do interior, aparecem: Itacoatiara com 92 novos empreendimentos; Manacapuru com 84; Parintins com 83; e Tefé com 67. Destes, exceto Parintins, constituíram mais empresas na segmentação de comércio.

Natureza jurídica 

Entre os tipos empresariais mais registrados no Amazonas, nos seis primeiros meses de 2023, em primeiro lugar ficou a natureza jurídica de Sociedade Empresarial Limitada com 2.588; seguida da Empresário Individual, com 1.279; e em terceiro lugar cooperativas com 11 sociedades civis registradas.

Conforme a vice-presidente da autarquia, Jacqueline Alfaia, a Jucea tem trabalhando constantemente para contribuir com o crescimento do ambiente de negócios do estado, por meio de ações que estão sendo desenvolvidas pelo órgão, em parceria com o governo do Estado.

“Sabemos a importância de estarmos sempre investindo e aprimorando, não apenas em novas tecnologias que simplifiquem e desburocratizem o registro mercantil, mas sobretudo nos serviços e atendimentos oferecidos pelo governo do estado, por meio da Junta Comercial”, destacou.

Junho

Em relação ao mês de junho deste ano, a Junta Comercial do Estado registrou a constituição de 672 novas empresas. Com destaque positivo e histórico para o Amazonas, com a marca de 37 minutos para constituição de um novo empreendimento no mercado local. Uma cronometragem que superou a do mês de maio que detinha o recorde com 46 minutos para abertura de uma empresa.

Nas segmentações, a área de serviços obteve 408 novas empresas, comércio 217 e indústria 28. Já a natureza jurídica de Sociedade Empresarial Limitada fechou o mês com 442 novos empreendimentos, seguida da Empresário Individual, com 206.

FOTO: Divulgação/Jucea

Relacioandos