Take a fresh look at your lifestyle.

Amazonas socorre o Estado do Acre, que está em calamidade pública por conta da enchente

-publicidade-

O Governo do Amazonas, por meio da Defesa Civil do Estado, realizou na manhã desta terça-feira, 3 de março, o primeiro envio de ajuda humanitária ao Estado do Acre, totalizando duas toneladas e meia de materiais, a exemplo de itens de higiene pessoal e medicamentos. A capital acreana, Rio Branco, já decretou Calamidade Pública por conta da cheia e contabiliza mais de cinco mil pessoas desabrigadas.

Para reforçar o apoio às vítimas da enchente no Acre, a Defesa Civil enviou três aeronaves com mantimentos. São kit’s de higiene pessoal e de dormitório (colchão, mosquiteiro, cobertor), hipoclorito de sódio, purificador de água e medicamentos (polivitamínicos e soro antiofídico). Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) também foi enviada para coordenar a chegada do material no Estado vizinho.

“O governador José Melo, sensível não só com a situação do Estado do Amazonas, mas também com os Estados de Roraima e agora com o Acre, determinou essa primeira etapa de ajuda humanitária para reforçar as ações de Defesa Civil na região vizinha”, destacou o secretário de Defesa Civil do Amazonas, coronel Roberto Rocha. Ele informou, ainda, que uma nova remessa de ajuda humanitária ao Acre (duas toneladas meia de materiais) já está no cronograma de atendimento da Defesa Civil do Amazonas.

Roraima – Outra ação da Defesa Civil na manhã desta terça-feira foi o envio de 40 caixas d’água ao Estado de Roraima. “Essas caixas d’água serão distribuídas para dar suporte às famílias dos municípios que sofrem com a seca em Roraima. É uma maneira de garantir o armazenamento de água potável”, disse Rocha.

A “Operação Roraima”, desencadeada pelo CBMAM e Defesa Civil do Amazonas, no Estado vizinho, teve início no dia 19 de fevereiro, com o envio de uma equipe formada por 47 bombeiros militares, das mais diversas especializações, prontos para atuarem tanto no combate a incêndio florestal, quanto no apoio à população de Roraima. Além disso, a operação conta com dois caminhões de combate a incêndio (tipo pipa), um com capacidade de 15 mil litros e outro de cinco mil, além de duas motos e três outras viaturas, totalizando sete viaturas, para dar apoio operacional.

Balanço enchente no Amazonas – Com o município de Boca do Acre, subiu para sete o número de cidades do Amazonas em Situação de Emergência: Itamarati, Guajará, Ipixuna, Eirunepé e Envira, na calha do Juruá e Canutama no Purus.
Os municípios de Tabatinga, São Paulo de Olivença, Santo Antônio do Içá, Tonantins, Atalaia do Norte, Benjamin Constant (Alto Solimões) e Humaitá (Madeira), continuam em alerta.

A Defesa Civil do Estado já realizou ao todo o envio de 105 toneladas de alimentos não perecíveis, para garantir a proteção alimentar das mais de 11mil famílias afetadas no Amazonas.

-publicidade-