Take a fresh look at your lifestyle.

Amazonas transfere 545 pacientes para tratamento em outros estados reduz filas nos hospitais

-publicidade-

O Amazonas já transferiu, até esta terça-feira (09/02), 545 pacientes para tratamento em outros estados brasileiros. Desse total, 16 são pacientes oncológicos, transferidos passar por cirurgia em outro estado a fim de liberar leitos no estado para os acometidos pelo coronavírus. Até o momento, 181 pessoas já retornaram curadas, após o tratamento.

A ação, do Ministério da Saúde em consonância com o governo do estado e apoio do Ministério da Defesa e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), visa reorganizar a rede hospitalar estadual, pressionada pelo recrudescimento da curva epidemiológica Covid-19.

As transferências, assim como a abertura de novos leitos com a equalização da oferta de oxigênio nos hospitais, foram fundamentais para a redução, em mais de 40%, no número de pacientes na fila por leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), no Estado. A fila já chegou a ter 659 pessoas, mas, nesta esta terça-feira (09/02) conta com 391 aguardando.

Os pacientes do Amazonas foram transferidos para 16 estados e o Distrito Federal, para tratamento em hospitais universitários disponibilizados pela EBSERH ou para leitos do Sistema Único de Saúde (SUS). Os voos são realizados por aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB).

Dentre as 545 pessoas transferidas para tratamento em outros estados, 16 são para cirurgia de mastectomia (remoção da mama) no Rio de Janeiro (RJ), em uma parceria com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), ligado ao Ministério da Saúde. Oito delas viajaram nesta terça-feira (09/02) e oito já retornaram, após procedimento e alta hospitalar.

MAIS LEITOS

Outro fator importante para a redução na fila por internação, no Amazonas, foi a abertura de 183 novos leitos, nas últimas semanas, em Manaus. Nessa conta estão incluídos os 20 leitos de UTI que começaram a funcionar nesta terça-feira (09/02), no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo. Nos próximos dias está prevista a abertura de mais 30 leitos de UTI no Hospital Delphina Aziz.

Ainda nesta terça, está sendo instalada uma usina que produz 100 metros cúbicos de oxigênio por hora, no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. A instalação vai permitir a abertura de mais leitos clínicos e de UTI nos próximos dias.

Texto: Fábio Leite, especial para a Agência Saúde

Foto: Fábio Leite

-publicidade-