A legislação brasileira prevê que maus-tratos contra os animais é crime, com isso, dia 14 de março foi a data escolhida para conscientizar a importância de preservar a vida animal

Dia 14 de março comemora-se o Dia Nacional Dos Animais, essa data foi escolhida para conscientizar as pessoas sobre os cuidados que devem ser dados aos animais, sejam domésticos ou selvagens. Pensar no posicionamento dos seres humanos perante o meio ambiente e a preservação dos diferentes biomas, também, são questões essenciais debatidas neste dia.

A legislação brasileira prevê que maus tratos aos animais é crime. Isso inclui não alimentá-los, deixá-los sem abrigos ou presos, bater neles, não tratar de suas doenças e abandonar os animais, deixando-os em situação de rua.

Os casos de abandono de animais constituem-se em um grave problema, causando prejuízos para a ecologia, economia, saúde pública e bem-estar animal. Assim como muitos animais são amados por seus tutores, outros são simplesmente descartados como mercadorias sem valor. Os bichinhos podem sofrer de fome, desnutrição, parasitas, doenças, envenenamento e outras formas de abuso.

Com o intuito de conscientizar não apenas as crianças, mas o público em geral, o autor Robson Cuer escreveu a obra “O Diário do Erasmo”, publicado pela Editora Coerência já em sua segunda edição. O livro narra a história do Erasmo, um cachorrinho que é abandonado em um lixão, porém, com sorte ele é resgatado e adotado, assim, passa a ser bem tratado e recebe muito amor de seu novo “papai”. Inspirada na vida real, essa obra é perfeita para os amantes dos animais. Suas mensagens, aparentemente simples, encantam com a sutileza.

O livro mostra a realidade de muitos animais no Brasil. Carregando uma moral linda, essa obra traz o ensinamento de que as pessoas não devem maltratar nenhum animal ou ser vivo. Todos devem cuidar, dar carinho e amor, e acima de tudo preservar a vida animal, pois com a colaboração da sociedade macro, cada vez mais haverá menos maus-tratos com os animaizinhos.

Sobre a autor: Eu sou só um cara querendo que você saiba que ler é o maior barato! Tenho mais de 40 anos, amo os animais e sempre fui incentivado pela vida a ser o melhor que pudesse. Tenho uma memória afetiva muito intensa e sou capaz de descrever com detalhes momentos e situações passadas. Observador, converso com as plantas e os bichos e eles me respondem. A natureza está viva, se você não acredita é só tentar. Minhas personagens são as grandes paixões da minha vida, e as aventuras que criei usando fatos reais e faz-de-conta me surpreendem a todo momento pela receptividade de adultos e crianças. É emocionante saber que dentro de todos nós habita uma criança que a tecnologia não conseguiu destruir. Gosto de cinema, teatro, livros e quero andar de disco voador. Tenho muitos planos, alguns sonhos e muitas histórias para contar.