Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Anvisa reforça imunização completa somente 15 dias após a segunda dose das vacinas

Em resposta à Ação Civil Pública do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam) pedindo a suspensão das aulas no interior do estado até 15 após a segunda dose da vacina contra a Covid-19 e informação sobre o “real período da resposta imunológica após aplicação da vacina nos profissionais em educação”, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reafirmou, de forma oficial, em nota técnica, o que já sabíamos: “orientar que os esquemas de vacinação constantes nas bulas das respectivas vacinas sejam respeitados, uma vez que correspondem às evidências científicas de eficácia e segurança que subsidiaram a decisão de autorização de uso”.

“Nós já sabíamos, já alertamos a prefeitura de Manaus e Governo do Estado mas parece que eles ignoram a ciência. Já temos vacina. Falta muito pouco. O que custa esperar e evitar novas mortes na categoria que já perdeu mais de 160 trabalhadores somente esse ano?”, questiona a presidente do Sinteam, Ana Cristina Rodrigues.

A ação do sindicato tramita na 1° Vara da Justiça Federal da Seção Judiciária do Amazonas.

Diz a nota técnica da Anvisa: “É esperado (sic) uma resposta imunológica protetora em torno de 15 dias após o recebimento do esquema vacinal completo da vacina Covid-19, seja com esquema vacinal completo de duas doses ou após a vacinação com vacina Covid-19 de dose única.

A Anvisa orienta o seguinte esquema vacinal para a imunização completa:

Vacina Covid-19 (Recombinante) Fiocruz/Astrazeneca: intervalo de 4 a 12 semanas entre a primeira e a segunda dose. Análises exploratórias demonstraram uma eficácia de 69,2% a partir de 22 dias após a primeira dose, no entanto recomenda-se que indivíduos que receberam uma primeira dose da vacina covid-19 (recombinante) concluam o esquema de vacinação com a vacina covid-19 (recombinante).

Vacina adsorvida covid-19 (inavada) Coronavac/Butantan: intervalo de 2 a 4 semanas entre a primeira e a segunda dose. O esquema vacinal completo com duas doses é necessário para obter a resposta imune esperada para a prevenção de COVID-19. A proteção em indivíduos com esquemas incompletos não foi avaliada nos estudos clínicos;

Vacina Comirnaty Wyeth/Pfizer: intervalo maior ou igual a 3 semanas. Os indivíduos podem não estar protegidos até pelo menos 7 dias após a segunda dose da vacina.

-publicidade-