Take a fresh look at your lifestyle.

Aparelhos de gasometria começam a chegar em hospitais do interior do Amazonas

Biomédicos e farmacêuticos fizeram treinamento para manuseio do equipamento nesta sexta-feira (22/01)

-publicidade-

Profissionais que atuam na linha de frente da Covid-19 no interior do Amazonas passam a contar, nos próximos dias, com o suporte de aparelhos de gasometria sanguínea. O equipamento é importante para o monitoramento de pacientes intubados e foi enviado para os municípios de Humaitá e Iranduba nesta sexta-feira (22/01).

Biomédicos e farmacêuticos dos dois municípios estiveram na sede da Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), nesta tarde, para participar de um treinamento para manuseio do aparelho. Segundo a biomédica Janaína Jacob, lotada no Hospital Dra. Luiza da Conceição Fernandes, em Humaitá, o aparelho permitirá dar maior assistência aos pacientes internados.

“Nós observamos que há um aumento de atendimentos no município. E é muito importante que a gente tenha à disposição bons equipamentos para monitorar os pacientes e, também, acompanhar a evolução dos seus quadros”, disse a biomédica.

Os aparelhos de gasometria são usados na avaliação de gases distribuídos no sangue arterial. Para pacientes em intubação, o equipamento permite um monitoramento mais preciso, por fornecer as informações bioquímicas necessárias na manipulação de medicamentos, usados para equilibrar o Ph sanguíneo e estabilizar o quadro de saúde.

Segundo o coordenador da Cema, Cláudio Nogueira, o Estado fará, ao todo, a distribuição de 15 máquinas semelhantes nos hospitais da capital e do interior.

“Nós já distribuímos os equipamentos nos SPAs, no Hospital Nilton Lins e, agora, eles começaram a ser enviados para o interior. Além de Iranduba e Humaitá, unidades de Eirunepé e Tabatinga também vão passar a contar com a tecnologia”, informou o coordenador.

Os aparelhos foram adquiridos pela Cema, por meio de sistema de comodato, em que o Estado recebeu os equipamentos e investiu na compra dos reagentes e demais insumos para a realização dos exames.

Dos 15 aparelhos recebidos pelo Estado, 11 são de alto padrão, sendo nove deles enviados para os SPAs e dois para o Hospital de Referência Nilton Lins. Os quatro restantes, de menor porte, foram direcionados para o suporte de pacientes com Covid-19 nos interiores.

FOTOS: Arthur Castro

-publicidade-