Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Aplicação de soroterapia em acidentes por animais peçonhentos é tema de webpalestra da FVS-AM

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), por meio da Gerência de Zoonoses (GZ), realiza nesta sexta-feira (21/05), das 9h às 11h, a webpalestra “Soroterapia em Acidentes por Animais Peçonhentos” para capacitar técnicos do interior do estado sobre aplicação correta do soro em pacientes que sofreram esse tipo acidente. Para acompanhar a palestra, basta acessar o link https://bit.ly/3yrmCPj.

Nesta época do ano, em decorrência das enchentes causadas no período chuvoso, é registrado o aumento de acidentes principalmente por serpentes. Com a subida do nível das águas, os animais tendem a procurar abrigo em locais fechados e aquecidos, e acabam entrando em residências habitadas.

Segundo o diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, a palestra faz parte do planejamento do setor que mantém o assessoramento técnico junto aos municípios. “Na impossibilidade de realizar uma capacitação presencial por conta da pandemia do novo coronavírus, a FVS-AM promove esse momento virtual para compartilhar as recomendações necessárias aos profissionais que atuam na área da saúde, principalmente nas localidades onde há mais registros desses acidentes”, destaca Cristiano.

Segundo a bióloga da GZ/FVS-AM, Jonnielma Aguiar, é importante que os técnicos de saúde do interior tenham noções sobre soroterapia antiveneno, levando em conta que grande parte desses casos ocorrem na região.

“É essencial que todos os profissionais saibam classificar o tipo de acidente, a gravidade do caso e o soro mais adequado para o atendimento, considerando os protocolos preconizados pelo Ministério da Saúde, a fim de evitar sequelas ou até mesmo óbitos”, reforça Jonnielma.

Soroterapia – Entre janeiro a abril de 2021, foram distribuídas mais de 5.550 doses de soros antivenenos para acidentes com animais peçonhentos no Amazonas.

Prevenção – A gerente da GZ/FVS, Ana Cristina Campos, chama atenção da população, principalmente ribeirinha, aos cuidados necessários para evitar ataques de animais peçonhentos. “Neste período, os cuidados para evitar os acidentes devem ser redobrados para evitar essas ocorrências”, ressaltou Ana Cristina.

Alguns dos cuidados para evitar agressões por animais peçonhentos são: sempre observar os calçados e as roupas antes de usar, já que o animal pode se esconder dentro; manter o ambiente limpo; não colocar as mãos e pés em tocas; e, para trabalhadores rurais, é indispensável o uso de botas. Em caso de acidentes, procurar atendimento em um hospital o mais rápido possível.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de acidentes com animais peçonhentos, por meio do Departamento de Vigilância Ambiental e Controle de Doenças (DVA/FVS-AM), via Gerência de Zoonoses (GZ/DVA/FVS-AM).

A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. Os números para contato são (92) 3182-8550 e 3182-8551. Os contatos específicos do DVA/FVS-AM e GZ/DVA/FVS-AM são, respectivamente, 3182-8547 e 3182-8544.

FOTO: Catarina Sampaio/FVS-AM

-publicidade-