Take a fresh look at your lifestyle.

Após pedido de Afonso Lobo, Maus Caminhos será julgada pela justiça do AM

-publicidade-

A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1) decidiu nesta terça-feira (1°), que a Justiça Estadual do Amazonas é competente para julgar os processos oriundos da operação Maus Caminhos, da Polícia Federal. A decisão teve 2 votos favoráveis a 1.

A decisão atende a um pedido de Habeas Corpus (1008660-34.2019.4.01.0000) apresentado pela defesa do ex-secretário da Fazenda, Afonso Lobo. Ele é um dos investigados nas ações que resultaram da operação.

A defesa de Lobo sustenta que, ao contrário do entendimento da 4ª Vara da Seção Judiciária do Amazonas, as verbas, supostamente desviadas, que resultaram na instauração do processo criminal contra o ex-secretário, possuem origem estadual e não federal. Por isso, o caso seria de competência da Justiça Estadual.

A decisão pode gerar um impacto da sobre o andamento das ações oriundas da Maus Caminhos. A Maus Caminhos apura um esquema de corrupção que desviou pelo menos R$ 104 milhões do setor da saúde no Amazonas, entre 2014 e 2016.

-publicidade-