As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Arsam apresenta projeto de rede de gás natural canalizado a moradores do Residencial Cidadão Manauara 1

Utilização do gás natural em residências traz economia média de 42,5% às famílias

Nesta quinta-feira (18/07), a equipe técnica da Agência Reguladora dos serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) apresentou aos moradores do Residencial Cidadão Manauara 1, no bairro de Santa Etelvina, zona norte da capital, o projeto piloto da agência, criado para a implantação do gás natural canalizado (GNC) em residenciais de programas habitacionais próximos da rede, entre eles as duas etapas do Residencial Viver Melhor e mais cinco conjuntos habitacionais de interesse social em seu entorno.

O projeto visa estender o benefício social e econômico para pessoas de baixa renda na utilização do gás natural no uso residencial, uma vez que apresenta economia média de 42,50% comparado ao Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha.

Na ocasião, estiveram presentes a equipe técnica da Arsam e representantes da comunidade, que discutiram sobre a viabilidade econômica do projeto e verificaram as atuais condições dos dutos destinados ao gás, bem como fortaleceram a necessidade de se ter projetos sociais para as famílias de baixa renda.

O residencial está a aproximadamente 200m de uma válvula de expansão da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás). O prédio residencial possui 784 apartamentos, todos com as instalações de gás existentes. Aproximadamente são 3.000 pessoas que podem se beneficiar da economia, segurança e comodidade que o gás natural oferece.

A Arsam apresentou na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) o projeto de gás natural social como alternativa para pessoas de baixa renda aos sucessivos aumentos do gás de cozinha (GLP).

A canalização derivará da rede tronco implantada na avenida Torquato Tapajós, que alimenta a termelétrica nas rodovias BR-174 (Manaus-Boa Vista) e AM-010 (Manaus-Itacoatiara).

Atribuições – No Amazonas, a exploração do serviço de gás natural canalizado foi concedida à Cigás, cujo controle acionário também pertence ao Estado, o responsável por fixar as condições para a implantação e exploração desse serviço. É dever da concessionária de gás prestar o serviço adequadamente, seguindo os padrões de qualidade, regularidade, continuidade, eficiência e segurança.

É uma das atribuições da Arsam, como órgão fiscalizador e regulador, indicar áreas para expansão ou implantação de serviços de atribuição de gás combustível canalizado, pela Cigás, objetivando o fomento do desenvolvimento industrial ou o benefício social.

FOTO: Divulgação/Arsam

você pode gostar também