A equipe técnica da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) fiscalizou a operação de veículos que praticam a modalidade de afretamento de passageiros por meio de cooperativas e sindicatos  de transportes intermunicipais. A ação teve início, nesta quarta-feira (7/3), na rodovia AM-070 (Ponte Rio Negro), que liga Manaus aos municípios de Iranduba e Manacapuru.

Dentre os veículos fiscalizados pela Arsam na Ponte Rio Negro, 96 estão aptos a receberem o selo, sendo 59 carros da cooperativa de Manacapuru e 37 de Iranduba. Segundo o Departamento de Transporte Rodoviário Intermunicipal da autarquia, as cooperativas e sindicatos encaminham as documentações dos veículos à Arsam para que sejam feitas as análises necessárias para o credenciamento das frotas. O tempo de vida útil dos automóveis e outras exigências previstas em lei precisam estar em conformidade para a realização do cadastro e a aplicação do selo de autorização para a circulação dos veículos.

De acordo com o presidente da autarquia, Walter Cruz, por meio da resolução nº 0004/2018, que aumenta o tempo de vida útil da frota dos transportes intermunicipais de 7 para 10 anos, a Arsam visa melhorar a qualidade dos serviços e controle dos transportes, assegurando os direitos e o bem-estar dos usuários, além de coibir a circulação de automóveis clandestinos praticada em rodovias intermunicipais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here