As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Arsam fiscaliza táxis intermunicipais durante ‘Operação Iranduba’

As fiscalizações se estenderão até o sábado (19/05), das 7h às 14h

Em parceria com órgãos de trânsito, a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) realizou, nesta sexta-feira (18/05), a “Operação Iranduba’’. O objetivo foi intensificar as fiscalizações dos transportes de serviço de fretamento intermunicipal.

Devido a constatação de veículos clandestinos transportando passageiros na região, a Cooperativa dos Motoristas de Iranduba (Coomai) e a Cooperativa dos Taxistas e de Transportes Alternativos de Iranduba e Área Metropolitana (Coopetatiam) solicitaram que a Arsam, a 8ª Companhia Independente da Polícia Militar de Iranduba, o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), o Departamento Estadual de Transito (Detran-AM) e o Instituto Municipal de Transporte Terrestre de Iranduba (IMTTI) realizassem ações de fiscalização.

Os fiscais da Arsam e os agentes de trânsito iniciaram as vistorias às 7h e finalizaram às 14h, na rodovia Carlos Braga (AM-452), que interliga Manaus a Iranduba. Durante as abordagens, as principais irregularidades encontradas foram documentações do veículo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) fora de validade, para-brisas quebrados, pneus carecas, mau estado das placas e lotação acima do permitido.

De acordo com o Chefe de Departamento de Transporte, Oziel Mineiro, durante a “Operação Iranduba’’, oito ônibus de linha regular e 20 táxis foram fiscalizados e destes, seis veículos foram notificados pela Arsam, e visto que a Operação Iranduba se estenderá até o sábado (19/05), das 7h às 14h, esses números tendem a aumentar. “Estamos intensificando as fiscalizações na rodovia para coibir a circulação dos transportes clandestinos. Realizamos as vistorias, verificando o estado dos automóveis para assegurar que os usuários recebam um serviço de qualidade e conforto. A parceria da Arsam com os órgãos de trânsito viabiliza as fiscalizações e o cumprimento das atribuições de controlar, coordenar e fiscalizar os serviços de transporte intermunicipal, conferidas pela Lei 3.006/2005”, disse Mineiro.

FOTO: DIVULGAÇÃO/ARSAM