Amazonas Notícias

Arsepam faz vistoria do serviço de transporte rodoviário em Itacoatiara, Silves e Itapiranga

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Amazonas (Arsepam) realizaram, no período de 22 a 24 de maio, vistorias no serviço de transporte rodoviário intermunicipal ofertado em Itacoatiara, Silves e Itapiranga, (distantes, respectivamente, 176, 204 e 227 quilômetros em linha reta de Manaus).

Além de identificar e mapear o funcionamento das linhas intermunicipais entre as localidades, as equipes do Departamento de Transporte Rodoviário (DETR) da Agência Reguladora fizeram uma avaliação da qualidade da estrada quanto aos itinerários entre os municípios.

O diretor-presidente da Arsepam, João Rufino Júnior, explicou que a autarquia vem realizando de forma periódica visitas aos terminais rodoviários do estado, com a finalidade de levantar informações e dados sobre a qualidade do serviço, principalmente no que se refere ao cumprimento de horários, paradas obrigatórias e na pesquisa de satisfação com os usuários do sistema.

“Também é uma forma de verificarmos se há clandestinos, sem inscrição junto à Arsepam, executando o serviço e assim colocando em risco a vida dos passageiros. Quando encontramos irregularidades, a Arsepam adota as medidas cabíveis que vão de pagamento de multa, no valor de até 4.636,42, ou até a cassação de autorização de operação, caso a transportadora esteja atuando com o cadastro atrasado. Se for reincidente, o valor da multa dobra”, disse Rufino.

Aos usuários, o gestor destacou que os veículos regulares contam com adesivos da autarquia estadual afixados nas laterais e na traseira. “Eles representam que aquele veículo passou por uma série de vistorias de segurança, sendo desenvolvidas por empresas cadastradas junto ao Detran-AM [Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas] e ao Inmetro [Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia]”, afirmou.

Detalhes

O chefe do DETR, João Esperança, adiantou que a ida aos municípios também ocorreu para o setor identificar os órgãos municipais que podem se tornar parceiros, por meio do desenvolvimento de termos de cooperação técnica, com a finalidade de melhorar a eficiência e a qualidade do transporte rodoviário intermunicipal.

Nas associações dos municípios que prestam o serviço, Esperança também fez um levantamento de todas as necessidades apontadas pelos operadores para avaliação do departamento.

FOTOS: Arsepam/Divulgação

Relacioandos