Arsepam realizará campanha de orientação sobre o Gás Natural Canalizado

Arsepam realizará campanha de orientação sobre o Gás Natural Canalizado

Ações em parceria com a Cigás apresentarão as diferenças do GLP e GNC, além de informar condomínios e comércios a respeito da manutenção das instalações de gás natural

Nesta segunda-feira (12/04), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados e Contratados do Estado do Amazonas (Arsepam) participou da videoconferência para adoção de ações de esclarecimento em relação às ocorrências não constatadas de vazamento de gás natural canalizado (GNC), em chamados registrados na Ouvidoria da agência e na central de atendimento da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás). Na reunião, a Agência apontou ainda a necessidade de campanhas de orientação sobre o GNC.

Durante o encontro, com a participação de representantes da Cigás, Ministério Público de Contas do Amazonas, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, a equipe técnica da concessionária apresentou levantamento sobre os registros de chamados recebidos pela companhia, relacionados à ocorrência dos odores, apontando que o maior índice de chamados considerados improcedentes, após apuração in loco, parte da região centro-sul, de bairros próximos ao Igarapé do Mindu, onde também estão concentrados diversos edifícios.

Ao averiguar cada um dos chamados, a Cigás informou que não identificou nenhum vazamento na rede de distribuição de gás natural.

Para colaborar ainda mais com a fiscalização do serviço de GNC, a Arsepam tem estabelecido um canal direto entre as áreas técnicas para esclarecimentos a respeito das emissões odoríferas em Manaus. Desde janeiro desse ano, o registro de 73 denúncias relacionadas a possíveis vazamentos, todas encaminhadas e respondidas pela Cigás.

Por conta disso, a agência reforçou a necessidade da realização de uma campanha de orientação aos usuários do serviço de gás, visto que comércios e condomínios correspondem a 63,6% dos clientes contratados.

“Precisamos informar com clareza as diferenças entre o gás natural canalizado e o GLP (gás liquefeito de petróleo, distribuído em botijões), para que não se gere nenhum tipo de pânico desnecessário, por exemplo. A Arsepam também dará início a um circuito de apresentações técnicas em condomínios residenciais e estabelecimentos comerciais já atendidos pela Cigás para efetivar a comunicação com os usuários”, ressaltou o presidente da agência, João Rufino.

A Arsepam disponibiliza o WhatsApp 24h da Ouvidoria, pelo (92) 98408-1799, para sanar dúvidas e receber denúncias relacionadas aos serviços de gás natural canalizado, fornecidos pela Cigás.

FOTO: Divulgação/Arsepam