Mais de quatro mil artistas e profissionais de diversas áreas estão envolvidos na produção do evento promovido pelo Governo do Amazonas, sob a coordenação da Secretaria de Estado de Cultura
Coreografias ensaiadas, cânticos e músicas alinhadas e muita criatividade nas perfomances dos personagens e nos figurinos compõem a preparação da terceira edição do espetáculo de Natal “O Glorioso – uma clássica história de Natal”. Mais de quatro mil artistas e profissionais de diversas áreas estão envolvidos para garantir um espetáculo de qualidade no próximo dia 25 de dezembro, no Largo de São Sebastião. O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Cultura (SEC) do Governo do Amazonas e deve atrair, neste ano, mais de 100 mil pessoas.

Nos bastidores, a expectativa só aumenta onde acontecem a preparação dos grupos de danças, do Coral do Amazonas e da Orquestra Filarmônica do Amazonas. Os ensaios acontecem diariamente no Largo de São Sebastião, Teatro Amazonas, Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, Ideal Clube e no ginásio da Escola Estadual Humberto de Campos, no bairro Alvorada, zona oeste de Manaus.

No palco do Teatro Amazonas, os 80 integrantes da Orquestra Filarmônica do Amazonas treinam para mais uma vez emocionar o público, com uma perfeita sincronia nas canções orquestradas pelo Regente titular, Luiz Fernando Malheiro. “A Orquestra Filarmônica do Amazonas tem ensaiado com todos seus integrantes, vencendo obstáculos e garantindo a experiência de outros grandes eventos para fazer a melhor apresentação nesse belo concerto de Natal”, afirmou.

Pela primeira vez no Coral do Amazonas, a soprano Miriam Abad carrega a felicidade na voz para o dia do espetáculo. “Estou muito feliz porque é a minha primeira participação no Coral do Amazonas, como nova integrante. Estamos treinando e alinhando tudo para esse grande dia. Fazer parte dessa equipe é uma oportunidade maravilhosa de apresentar nossos talentos”, disse.

Produções artísticas – Na Central Técnica de Produção – Marco Apolo Muniz (CTP), no bairro da Cachoeirinha, zona sul de Manaus, são realizadas as produções de adereços, alegorias e roupas dos artistas. Cerca de 150 pessoas, entre artesãos e artistas plásticos, correm contra o relógio para entregar tudo pronto.

As costuras das fantasias dão forma aos figurinos que irão fazer parte das encenações do espetáculo que, neste ano, homenageia o dramaturgo Américo Alvarez, um dos grandes ícones da cultura amazonense na década de 60. Na apresentação, o “Vovô Branco”, como era conhecido, será um produtor teatral que escolheu Manaus como cenário de seu espetáculo de Natal.

No ritmo das produções, está a artesã Gilvrana Rocha, 42, confeccionando as roupas de bailarinos e enfeites de adereços. Segundo ela, a maior motivação é contemplar os frutos nos palcos do espetáculo. “Amo fazer os figurinos dos personagens e das alegorias e quando assistimos as apresentações nos sentimos agradecidas porque ajudamos a fazer aquilo também acontecer”, destacou.

Nos galpões do CTP estão sendo produzidas as alegorias e os acabamentos de estruturas que darão suporte na parte cênica do espetáculo. Conforme o coordenador de alegorias no CTP, Otávio Muniz, as produções estão acontecendo há duas semanas e, a partir do dia 15 de dezembro, já serão montadas as estruturas metálicas em torno do Teatro Amazonas.

“Estamos diariamente trabalhando com vários profissionais, inclusive artistas parintinenses, tendo os prazos a cumprir para entregar tudo com qualidade. E já entre os dias 15 e 20 estaremos montando as estruturas de palcos e colocando aquilo que faz parte do cenário em torno do Teatro Amazonas”, afirmou.

Nesta edição, uma das novidades é que os músicos estarão em três palcos dispostos na avenida Eduardo Ribeiro, na rua José Clemente e em frente ao Teatro Amazonas, promovendo um verdadeiro espetáculo para celebrar o Natal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here