Take a fresh look at your lifestyle.

Assista! Seduc relaxa cumprimento de protocolo sanitário nas escolas de Manaus, afirma SINTEAM

-publicidade-

Que os casos de covid-19 não param de crescer entre os servidores da educação nas escolas cujas aulas foram retomadas no dia 10 de agosto já é de conhecimento público. O problema é que a SEDUC começa a relaxar no cumprimento do protocolo sanitário feito por ela mesma e pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS).

Na Escola Estadual Ernesto Penafort a temperatura não é mais aferida na entrada da escola e já falta álcool em gel nos recipientes. A denúncia é de ontem, dia 22, como está nos vídeos encaminhados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (SNTEAM).

A sanitização também começou a não ser feita mesmo com novos casos surgindo nas escolas. Somente na semana passada chegou ao conhecimento do sindicato denúncia de três escolas que mesmo com novos casos não se fala em sanitização nas unidades.

A presidente do sindicato, Ana Cristina Rodrigues, esteve na Escola Estadual Padre Luiz Ruas, a pedido dos trabalhadores, pois já são quatro casos positivos, inclusive entre alunos, e a escola não havia fechado para a desinfecção. A agenda de sanitização só chegou após a presença do SINTEAM ao local.

Porém, outras escolas como Frei Silvio Vagheggi, Professor Francisco das Chagas Albuquerque e Professora Ondina de Paula Ribeiro não passaram pela limpeza sanitária, de acordo com denúncias de servidores. “Está acontecendo o que nós já prevíamos. Eles iam iniciar as aulas seguindo todos os protocolos e depois iriam relaxar”, disse Ana Cristina.

“Os casos voltam a aumentar assim como as hospitalizações. É horas de ser mais rígido com os cuidados e as informações que chegam são essas. As aulas presenciais precisam ser suspensas”, afirmou a presidente.

Veja vídeo

-publicidade-