Amazonas Notícias

Associação Movimento por Cristo: Jôci Carvalho apresenta instituição para a sociedade civil

A apresentação acontecerá nesta segunda-feira, dia 8 de maio, às 14h na Assembleia Legislativa

Com uma programação bem dinâmica, a cantora e gestora cultural, Jôci Carvalho, na função de presidente da Associação, promove o evento com a produção do Grupo Pactum. A sessão especial vai acontecer no dia 8 de maio, às 14h no Auditório Belarmino Lins e tem apoio do deputado João Luiz, presidente da Frente Parlamentar Cristã, Portal do Generoso e da rádio e TV Boas Novas.

O objetivo é reunir os trabalhadores culturais da arte cristã, pastores que promovem eventos em Manaus e no Interior do Estado, representantes da pasta e comissões de cultura, autoridades municipais e estaduais e a sociedade civil para conhecer os trabalhos já realizados pela Associação Movimento por Cristo, a motivação da sua criação, além de projetos a que serão lançados no segundo semestre de 2023 e favorecerão a geração de emprego e renda aos trabalhadores da arte cristã.

A programação vai abrir às 13h30 para o credenciamento e acesso ao auditório, neste momento será exibido videoclipe com produção 100% autoral valorizando e estimulando a produção autoral de artistas. Às 14h a programação oficial será aberta e será realizada a composição da mesa com autoridades e convidados especiais. Durante a programação oficial, intervenções artísticas, vídeo institucional e um debate será aberto para a participação do público com o Tema: A “Arte Cristã no campo da Cultura, desafios e perspectivas”, com duração de 20 a 30 minutos, em seguida serão homenageados bandas, artistas solos, músicos, programas de rádio, tv e personalidades que têm contribuído para ascensão e promoção de conteúdos cristãos na vida da população amazonense através dos seus trabalhos e suas redes sociais. Para encerrar a programação a apresentação do grupo de dança.

Movimento por Cristo

Idealizado em 2021 pela cantora e gestora cultural Jôci Carvalho que percebeu que o segmento gospel era rejeitado dentro dos editais culturais pelo poder público: “interpretavam a arte cristã ou gospel em eventos públicos como sendo de cunho religioso”, assim vários profissionais e fazedores da arte cristã estavam completamente desassistidos com a ausência de projeto de fomento tanto na capital quanto no interior e isso motivou a criação do “Movimento por Cristo”.

Reunindo artistas e embasados no artigo 5º da Constituição Federal, em seu inciso IX, que versa “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”, formou-se uma comissão de artistas e produtores, constituída por: Carlinhos Templos, Omar Guedes, Tonny Salles, Nelson Vity, Ray Vogt, Cláudia Silva, Carlos Gonçalves, Leonardo Oliveira, Natan Maciel e Monize Jardim.

Juntos participaram de reuniões com a Manauscult, Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC), o Fórum Setorial de Música, parlamentares da Câmara Municipal de Manaus e da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, além de passarem por capacitação, que lhes permitissem hoje ter credibilidade e seriedade com o trabalho a ser desenvolvido com a classe.
Devido a questões burocráticas, foi instituída a Associação Amazonense dos Profissionais da Cultura e Arte Cristã, que hoje é conhecida popularmente como “Movimento por Cristo”.

Relacioandos