Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Ataques à democracia e aos direitos dos brasileiros inspiram amplo apoio a protesto virtual no dia 7 de abril

Chico César, Aroeira, Luís Nassif, Laerte, Renato Braz, Boaventura de Souza Santos, Pedro Hallal, Vladimir Safatle, Lênio Streck e Antônio Corrêa de Lacerda são alguns dos nomes confirmados

São Paulo, 6 de abril de 2021: Em meio à pandemia, que já tirou a vida de mais de 330 mil brasileiros, e ao cenário de caos instaurado pelo governo de Jair Bolsonaro, o Brasil assiste a um ataque sem precedentes à vida, ao meio ambiente, à democracia e aos direitos fundamentais, entre eles o direito à informação, potencializado pelas agressões quase diárias a veículos de comunicação e aos próprios jornalistas. Para fazer frente a esse momento, os mais diversos setores da sociedade civil se manifestam no próximo dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde e Dia do Jornalista no Brasil. A partir das 20h, na Vigília pela Vida e pela Liberdade, o evento virtual será transmitido por uma rede de mídias democráticas e independentes, tendo a TVT como cabeça de rede.

A data escolhida para a mobilização celebra dois setores que têm sofrido muito com as ações do governo federal. Mais de mil profissionais da saúde e 100 jornalistas já foram mortos pela Covid-19. Dezenas de outros repórteres enfrentam um verdadeiro assédio judicial, quando não são agredidos nas ruas ou ameaçados de morte. Profissionais de saúde também enfrentam ataques de ódio e tentativas de censura.

Com Juca Kfouri e Brenda Ligia como mestres de cerimônia, a manifestação contará com a participação de operadores do Direito, jornalistas, economistas, psicanalistas, engenheiros, psicólogos, artistas e movimentos populares e da sociedade civil, cartunistas, representantes da saúde e artistas, reunidos para um chamamento à reconstrução de um processo civilizatório humanizador e comprometido com a justiça social no país. Um abaixo-assinado para apoiar as causas da Vigília pode ser assinado aqui.

Entre os nomes já confirmados estão Chico César, Otto, Renato Braz, Maeve Jinkings, Aroeira, Laerte, Luís Nassif; Pedro Hallal, ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas, e o filósofo Vladimir Safatle. Os operadores do Direito que participarão do ato incluem Cláudio de Souza Neto, autor de uma ADIn contra o assédio judicial e processual a jornalistas, que será protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF) durante o evento; Tânia Maria de Oliveira, da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD); Marco Aurélio Carvalho, do Grupo Prerrogativas (Prerrô); o filósofo e advogado Silvio Almeida, presidente do Instituto Luiz Gama e professor do Mackenzie e da FGV; e o jurista Lênio Streck. Também estarão presentes à Vigília o diretor emérito do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Boaventura de Souza Santos; o presidente do Conselho Federal de Economia (Cofecon), Antônio Corrêa de Lacerda, e o diretor-presidente do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, Caio Magri.

A Vigília pela Vida e Pela Liberdade conta com o apoio de mais de 41 entidades e movimentos da sociedade civil, do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) à Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e Associação Brasileira de Imprensa (ABI), da Coalizão Dir3eitos Valem Mais à Comissão Arns e ao Instituto Vladimir Herzog.

Serviço:

Vigília pela Vida e Pela Liberdade

7 de abril, às 20h

Rede TVT

Abaixo-assinado

#vigilia7de abril

-publicidade-