Até maio, polícias prenderam mais de 340 traficantes em Manaus

Apreensão de drogas neste ano, no Amazonas, é recorde

As ações integradas das forças de Segurança Pública do Amazonas resultaram na prisão de 348 infratores envolvidos com o tráfico de drogas, em Manaus. Os dados parciais são da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e se referem aos meses de janeiro a maio deste ano. No ano, o estado acumula recorde na apreensão de drogas, com mais de 17 toneladas capturadas com os grupos criminosos.

O combate ao tráfico é uma das prioridades do sistema de Segurança. De acordo com o secretário da pasta, coronel Louismar Bonates, o estado vem reforçando as ações policiais e fazendo investimentos que dotam as polícias de estrutura inédita para combate ao crime. É o caso da Base Fluvial Arpão, da frota de lanchas blindadas e do lançamento do programa Rocam Motos, em Manaus.

“Ano passado, já tivemos um recorde absoluto de apreensão de drogas, com 19 toneladas apreendidas pelas forças policiais, atacando o crime em sua parte financeira. Este ano, os resultados são ainda melhores. Até maio, já apreendemos 17 toneladas. Não tem trégua para o combate às drogas e esse é um compromisso de todos do sistema de segurança”, disse Bonates.

Além dos impactos para a criminalidade, o secretário de Segurança do Amazonas pontuou também os malefícios sociais do uso de entorpecentes. “A droga está por trás da maioria quase absoluta de ocorrências policiais. Além disso, tem o prejuízo do ponto de vista social, desvirtuando jovens e destruindo inúmeras famílias”, destacou.

O artigo 33 da Lei 11.343/2006 prevê pena de cinco a 15 anos de prisão e pagamento de multa para quem for condenado por tráfico de drogas. A legislação brasileira também prevê prisão de três a dez anos e multa para quem for flagrado praticando o crime de associação ao tráfico.

Denúncias – O secretário de Segurança Pública do Amazonas afirma que a população deve ser aliada no combate ao tráfico de drogas, denunciando de forma sigilosa locais em que o entorpecente é vendido.

“A informação que muitas vezes você acha que não é importante pode ser decisiva para a polícia desarticular um ponto de tráfico de drogas, que coloca toda a comunidade em risco e, inclusive, expõe seus filhos a essa violência”, disse Bonates.

Para denúncias, a população pode ligar para o 181, o disque-denúncia da SSP. O serviço funciona 24 horas por dia, em todo o estado. É possível também fazer denúncias pelo site da Secretaria de Segurança, no www.ssp.am.gov.br.

Para maior celeridade na apuração das denúncias, Bonates determinou a criação da ação “Pronta Resposta”, que investiga os locais relatados como pontos da criminalidade todos os dias.

Para acionamentos emergenciais da polícia, a população deve ligar para o 190.

FOTO: Carlos Soares/SSP-AM