Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Atenção senhores passageiros: Preparem o cartão de embarque, as coisas vão melhorar logo

Sim, o mundo ainda vive a pandemia e aguarda ansiosamente a chegada da vacina para as coisas melhorarem. Mas, ao mesmo tempo, com a típica esperança renovada no fim de cada ano, empresário mostra que o setor pode superar este período difícil e retomar o crescimento em um futuro próximo.

Que a pandemia trouxe profundas transformações para toda a sociedade, isso não é segredo para ninguém. Diversos setores foram afetados com o isolamento social e o distanciamento físico. Um deles foi o turismo, afinal, fronteiras foram fechadas enquanto as pessoas não podiam sair de casa. A esperança do setor agora é para 2021, onde a torcida é grande para a situação melhorar.

Segundo o empresário do ramo de turismo, Diego Soares França, “este é um dos setores que foi mais atingido pela pandemia. Mas ainda assim admito que tive um grande retorno neste período de pessoas procurando ainda uma viagem internacional. Há alguns lugares que estão abertos para brasileiros, mesmo com restrições devido à quarentena”, explica.

Para o fim do ano, ainda que em meio à pandemia, o empresário conta que isso não tem impedido as pessoas de organizarem as férias: “O pessoal tem procurado muito o litoral brasileiro, como as piscinas naturais de Porto de Galinhas ou as belíssimas praias da Bahia, por exemplo”. Para quem deseja sair do país, ele completa, “mesmo com limitações há lugares abertos para receber os brasileiros”.

Além do trabalho no ramo de turismo, França também faz parte da equipe da Utnick Production. A empresa agência diversos talentos da música e é comandada pela paisagista brasileira Sophia Utnick, que mora nos Estados Unidos, mas está sempre revelando novos nomes da música brasileira. Nesta empresa, Diego atua como agente exclusivo destes artistas para fazer viagens dentro e fora do Brasil. “Eu já a conhecia há um tempo, e o destino nos aproximou de volta. Foi quando ela me fez um convite para trabalhar em sua empresa. Não pensei duas vezes, aceitei e estamos aí até hoje”, detalha a experiência.

Com a típica esperança de fim de ano renovada e com votos e o desejo de um ano melhor, o empresário acredita que logo tudo estará normalizado: “Estou confiante quanto a isso, estamos só esperando a liberação das vacinas e em seguida as pessoas irão viajar novamente”, completa.

Foto: Divulgação / MF Press Global

-publicidade-