As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Atletas apoiados pelo Governo do Amazonas participarão de seletiva nacional de luta olímpica

O Amazonas vai ter quatro representantes no Trials Nacional de Luta Olímpica, que será realizado nos dias 18 e 19 de janeiro, no Rio de Janeiro (RJ). A competição é classificatória para o pré Pan-Americano da modalidade. Os selecionados para competição são Tasso Alves (até 74 kg), Matheus Frota (até 74 kg), Rita Reis (até 50 kg) e Brenda Ariane (até 59kg).

Os amazonenses treinam com o apoio do Governo do Amazonas, no Centro de Alto Rendimento da Região Norte (Ctara), dentro da Vila Olímpica de Manaus. “A luta olímpica está entre os nossos melhores desempenhos, e nós temos a obrigação de apoiar e incentivar esses atletas que todos os dias vem de longe treinar. Entendemos que essas competições são a grande oportunidade para colocar em prática os treinamentos diários e todos os investimentos que o Governo do Amazonas faz”.”, disse o titular da Secretaria de Juventude Esportes e Lazer (Sejel), Caio André.

De acordo com o presidente da Federação Amazonense de Luta Livre Esportiva (Falle) e treinador do Ctara, Waldeci Silva, essas seletivas e competições são muito importantes porque aproximam cada vez mais os atletas dos grandes eventos esportivos da modalidade.

A luta olímpica é uma modalidade que por fazer parte dos jogos olímpicos é extremamente difícil e disputada por milhares de atletas. A preparação é intensa, sem interrupção, nem mesmo para as festas de fim de ano. Na década de 2000, o Amazonas passou a figurar entre as potências no esporte nas competições nacionais. Entre os atletas que alavancaram a modalidade está o técnico amazonense Waldeci Silva, que acredita no potencial dos atletas que irão disputar essa competição.

“Esses quatros são nossos lutadores, e estamos apostando em excelentes resultados no Trials, para depois irmos fortes para o classificatório do Pan. Se Deus quiser, conseguiremos vagas tanto para a Seleção Brasileira quanto para o Pan classificatório”, enfatizou o técnico.

Quanto à Seleção Brasileira, as vagas são conquistadas. Os atletas precisam vencer o Campeonato Brasileiro, em maio, para então disputarem a convocação e terem chance de irem aos os jogos Pan-americanos de Lima, no Peru. “Precisam ganhar para não irem para a melhor de três com o campeão brasileiro de 2019″, comentou Waldeci sobre o sistema classificatório.

Destaque – Atleta de ponta e grande nome da luta olímpica no Amazonas, o capitão da Polícia Militar Tasso Alves iniciou no judô, passou pelo jiu-jitsu e migrou para a luta olímpica em 2005. É um dos convocados para integrar a equipe que irá em busca de vagas para o Pan classificatório. Ele, que já carrega vários títulos na modalidade e tem passagem pela Seleção, espera manter a trajetória de sucesso no esporte.

“Primeiramente, preciso agradecer à Policia Militar do Estado do Amazonas, que me permite treinar e participar dos treinos e das competições. Meu objetivo é fazer parte da Seleção Brasileira e participar dos Jogos Pan-americanos em Lima. Vou fazer o que estiver ao meu alcance para trazer essa vitória para o Amazonas, para a minha família e para os meus amigos”, destacou Tasso.

Artes marciais – Faixa preta de judô, a atleta Rita Reis, de 23 anos, migrou para a luta olímpica em 2015 e se apaixonou pelo esporte. Com apenas um ano na modalidade, ela já está entre as melhores do Amazonas em sua categoria (até 50 kg). Ela diz que a felicidade em ter sido escolhida para representar o Estado é enorme.

“Fico extremamente feliz por poder mostrar tudo o que aprendi e agora vou em busca dos melhores resultados para dar orgulho a quem depositou sua confiança em meu talento e no meu trabalho”, finalizou.

FOTOS: MAURO NETO/SEJEL

você pode gostar também