O Programa Luz para Todos do Governo Federal volta ao centro do debate durante Audiência Pública na próxima segunda-feira (01), às 10 horas, no auditório Beth Azize da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), desta vez, para discutir com entidades públicas e sociedade civil a necessidade de sua prorrogação.

De acordo com o presidente da Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás e Energia da Aleam, deputado Sinésio Campos (PT-AM), autor da propositura, mesmo que o Amazonas tenha cumprido a meta inicial estabelecida pelo programa, é preciso considerar as demais solicitações que surgiram durante o desenvolvimento das atividades. Para ele, o grande número de pedidos justificaria a continuidade da ação para além de dezembro de 2014, final do prazo estabelecido para a última fase do programa, de acordo com o Decreto 7.520, de 8 de julho de 2011.

“A meta inicial foi estipulada com base nos indicadores do Censo 2000 do IBGE, porém, de lá pra cá, novas comunidades surgiram e com elas a necessidade de novos pontos de energia elétrica. Por isso precisamos abordar a efetividade do programa e agir pela sua continuidade”, argumentou Sinésio.

O programa Luz para Todos já realizou obras em todos os 62 municípios do Amazonas, beneficiando cerca de 500 mil pessoas. Mas segundo dados da concessionária Eletrobrás Amazonas Energia, responsável pela execução do Luz para Todos no Estado, aproximadamente 60 mil domicílios ainda necessitam de energia elétrica. Para Robson de Bastos, coordenador geral no Amazonas, estas novas ligações beneficiariam cerca de 300 mil moradores de áreas rurais isoladas, distantes das sedes dos municípios.

“O balanço que vamos apresentar na audiência comprova a efetividade do programa e deixa claro a necessidade que esta ação continue não apenas no Amazonas, mas em todo o Brasil, para que possamos cumprir a determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que estipula como prazo até final de 2018 para a concretização da universalização do acesso à energia elétrica”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here