Aumento de empregos no setor de serviços é sinal de recuperação econômica, aponta especialista

Dos setores da economia, o de serviços foi o que apresentou o melhor resultado na geração de empregos em setembro, quando foram criados 60 mil e 900 postos de trabalho. É o que consta no último levantamento divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Na avaliação do economista da FGV Fernando de Holanda Filho, os números do último mês referentes à empregabilidade foram satisfatórios. Na visão dele, o desempenho positivo no setor de serviços significa um sinal de recuperação da economia brasileira.

“O setor de serviços é o que mais emprega na economia. Então, é impossível a economia crescer bem e o emprego crescer bem se o setor de serviços foi mal. A indústria vai bem, a agropecuária vai bem, se o setor terciário da economia formal, que é o que mais emprega, vai ter pouco emprego de qualquer forma. Então, o aparecimento de uma geração consistente de empregos no setor de serviços, é um bom sinal para a economia, visto que é um setor muito importante não só na atividade econômica, mas principalmente no emprego.”

No recorte por regiões, o destaque foi para o Nordeste, onde foram criadas 62 mil e 100 vagas de emprego formal. Depois, aparecem o Sudeste, o Sul, o Norte e o Centro-Oeste, todos com números positivos.

Para Fernando de Holanda Filho, o resultado do Nordeste pode estar ligado ao crescimento de atividades econômicas locais, como indústrias e fábricas.

“Aparentemente agora isso vem com a defasagem que o Nordeste também começa a mostrar sinais da recuperação da crise econômica que o Brasil viveu entre 2014 e 2016. Obviamente que a crise não impacta todas as regiões e localidades da mesma forma, então eu acho que esse maior crescimento lá deve estar relacionado a alguma recuperação de atividade.”

No Brasil, segundo dados do Ministério do Trabalho, foram criadas mais de 137 mil vagas com carteira assinada em setembro. O resultado foi o melhor para o mês desde 2013.

Reportagem, Marquezan Araújo