Take a fresh look at your lifestyle.

Autor de latrocínio para roubar celular de vítima é preso no Amazonas

Comparsa já está preso

-publicidade-

Policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) cumpriram, na manhã desta quarta-feira (04/12), por volta das 6h30, mandado de prisão preventiva por latrocínio, em nome de Rauan da Silva Rodrigues, 19, procurado por matar, durante um roubo, Ary Ferreira da Silva, que tinha 30 anos. O crime ocorreu no dia 9 de junho deste ano, no bairro São José, em Manacapuru (município distante 68 quilômetros em linha reta da capital).

De acordo com a delegada Marília Campello, adjunta da DEHS, no dia do crime, Rauan e outro infrator, que já foi preso anteriormente, chegaram em uma moto, na rua Dejanir Roberto, no bairro São José, naquela cidade. Segundo a delegada, Rauan desceu do veículo, abordou Ary e, sob ameaça, tentou subtrair o aparelho celular do homem. A vítima reagiu travando uma luta corporal com o infrator, que desferiu golpes de faca que levou o homem a óbito no local.

“Após a ação criminosa, Rauan empreendeu fuga do local com o comparsa dele. Durante as investigações em torno do caso, foi constatada a identidade da dupla, e o indivíduo que estava dirigindo a motocicleta foi preso pela equipe da DIP de Manacapuru. Foi representado à Justiça o pedido de prisão em nome Rauan, que ainda estava foragido. A ordem judicial foi expedida no dia 18 de outubro deste ano, pela juíza Scarlet Braga Viana, da 2ª Vara da Comarca de Manacapuru”, explicou Campello.

Prisão – A equipe de investigação obteve a informação de que o indivíduo estaria residindo em Manaus. A partir disso, foram realizadas novas diligências, desta vez, na capital, e a prisão de Rauan foi efetuada na manhã desta quarta-feira (04/12), na segunda etapa do conjunto Viver Melhor, bairro Lago Azul, zona norte da cidade.

Procedimentos – Rauan foi indiciado por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, ele será levado para a DIP Manacapuru, onde irá permanecer na carceragem da delegacia, que funciona como unidade prisional naquele município.

FOTO: ALAÍLSON SANTOS/PC-AM.

-publicidade-