Auxílio em Manaus: Nova Acrópole mostra a importância da Filosofia Aplicada para atingir a agenda 2030

Como organização com status consultivo junto ao Conselho Econômico e Social (ECOSOC) das Nações Unidas, Nova Acrópole foi convidada a contribuir com a discussão sobre a Agenda 2030, que trata dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e está sendo discutida entre os dias 6 e 15 de julho de 2021 pelo Fórum Político de Alto Nível das Nações Unidas com foco na recuperação resiliente e sustentável em face da pandemia do COVID-19.

Na ocasião, a organização apresentou a importância da Filosofia Aplicada para tornar as pessoas mais fortes, destacando o voluntariado e a medicina humana e integrada como formas de ajudar o mundo a se recuperar da crise provocada pela pandemia.

Durante esse período, foram atendidas mais de 350 pessoas afetadas pela Covid-19, de forma gratuita, por meio de voluntários que são profissionais de saúde, com orientações médicas, apoio psicológico aos contaminados e parentes, além do acompanhamento direto de pacientes e mobilização para aquisição de concentradores de ar em Manaus (AM). Na capital amazonense, foram feitas ainda doação de cestas básicas. Todo o trabalho foi feito por meio de voluntários de Nova Acrópole.

O isolamento social e a diminuição de muitas atividades econômicas trouxeram mais pressão sobre a vida de milhões de pessoas devido às incertezas de serem afetadas pelo COVID-19 e todas as dúvidas e medos associados. Nesse contexto, a Organização Nova Acrópole no Brasil trabalhou para ajudar a população do país por meio de: 1) Estímulo às pessoas para enfrentar a crise com resiliência e dignidade; 2) Promoção do voluntariado para assistir as pessoas em maior dificuldade econômica e 3) Ampliação de uma rede de profissionais de saúde para assistir em contextos severos como a crise do COVID-19 na cidade de Manaus no início de 2021

Segue abaixo a contribuição de Nova Acrópole em Português, que também está disponível no seguinte link (página 418): https://www.un.org/ecosoc/sites/www.un.org.ecosoc/files/files/en/2021doc/2021-ECOSOC-HLS-Written-Statements-by-NGOS-in-ECOSOC-Consultative-Status.pdf

“O isolamento social e a diminuição de muitas atividades econômicas trouxeram mais pressão sobre a vida de milhões de pessoas devido às incertezas de serem afetadas pelo COVID-19 e todas as dúvidas e medos associados. Nesse contexto, a Organização Nova Acrópole no Brasil trabalhou para ajudar a população do país por meio de: 1) Estímulo às pessoas para enfrentar a crise com resiliência e dignidade; 2) Promoção do voluntariado para assistir as pessoas em maior dificuldade econômica e 3) Ampliação de uma rede de profissionais de saúde para assistir em contextos severos como a crise do COVID-19 na cidade de Manaus no início de 2021.

Nossa experiência mostra a importância de:

1) Promover palestras gratuitas e online sobre Filosofia Aplicada que tem ajudado a encorajar as pessoas com os ensinamentos de grandes filósofos e sábios de vários momentos históricos e culturas distintas. Durante a pandemia, aproximadamente 343.000 pessoas entraram no nosso canal no Youtube e mais de 300 eventos online foram promovidos no Instagram pelos nossos voluntários;

2) Promover cursos para crianças, jovens e adultos em Filosofia Aplicada com ênfase em valores éticos que são indispensáveis para melhorar a relação das pessoas com a vida e dentro de suas comunidades. Esses cursos têm ajudado a construir relações que são respeitosas e de benefício mútuo. Nós temos mais de 5.000 membros em todo o País trazendo o conhecimento filosófico para enriquecer as suas vidas.

3) Promover trabalho social e emergencial com a distribuição de cestas básicas para os mais vulneráveis, tudo com o apoio de voluntários mobilizados em todo o País. Durante a pandemia, mais de 4.000 cestas básicas foram distribuídas pelos nossos voluntários e nosso projeto Criança para o Bem tem assistido 180 crianças com aulas regulares online no contraturno escolar;

4) Gerar fundos para comprar equipamentos para aqueles afetados pela COVID-19 no contexto da crise de saúde em Manaus no início de 2021 e fortalecer uma rede de profissionais da saúde que tem somado esforços em torno de uma proposta de medicina mais humana e integrativa sem interesse comercial.

Acreditamos que por meio da construção de cidadãos melhores a partir de elementos internos que se exteriorizam, estamos ajudando a construir um futuro melhor para todos. A experiência da Nova Acrópole no Brasil mostra a importância de estimular as seguintes políticas e ações para atingir a agenda 2030:

1.Ampliar os esforços para ensinar Filosofia Aplicada e estimular aprendizado durante toda a vida baseado nos ensinamentos de filósofos e sábios do Oriente e Ocidente de diferentes momentos com uma visão de promover indivíduos e comunidades mais resilientes e altruístas;

2. Aumentar o apoio a redes de voluntários que tem o potencial de servir suas comunidades alinhados com os esforços do governo, especialmente em momentos de crise;

3. Aumentar as alianças entre os vários atores para estimular a importância da educação para a vida, baseada em valores comuns para comunidades de baixa renda.”

Foto: Divulgação