Take a fresh look at your lifestyle.

AVANÇO: Mulheres de 9 a 26 anos que vivem com aids podem ser vacinadas contra o HPV

-publicidade-

A partir de agora, mulheres de 9 a 26 anos que vivem com aids vão poder ser vacinadas contra o HPV, vírus responsável por provocar o câncer do colo do útero. Segundo o ministro da Saúde. Arthur Chioro, a vacina passou a ser oferecida para essas mulheres porque elas têm cinco vezes mais chances de desenvolver a doença do que a população em geral. “Há estudos importantes que mostram que mulheres entre 9 e 26 anos, que têm HIV, devem ser vacinadas porque a incidência do câncer do colo do útero entre mulheres que infectadas pelo HIV e pelo HPV, aumenta em mais de cinco vezes. Portanto, há uma recomendação de que meninas de 9 e até mulheres de 24 e 26 anos, façam a vacinação contra o HPV para conferir uma proteção adicional ao câncer do colo do útero, até porque, a vacina também protege contra essas outras doenças genitais.”
A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, explica que as mulheres de 9 a 26 anos que vivem com aids terão mais qualidade de vida se forem vacinadas contra o HPV. “Se elas estiverem protegidas contra o HPV, elas não vão ter risco de ter infecções persistentes. Então é no sentido de ampliar melhor qualidade de vida para essas mulheres. Então é ima evolução do programa. Todas as nossas tomadas de decisão são baseadas em evidências. Por isso, a vacina é eficaz também para mulheres até 26 anos.”

As mulheres de 9 a 26 anos que vivem com aids podem ser vacinadas contra o HPV em todos os postos de vacinação, nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais e nos Centros de Atenção Especializado que possuem sala de vacina. Para receber a dose, basta apresentar no local de vacinação a prescrição médica. Para saber mais, acesse a página do Ministério da Saúde. O endereço é www.saude.gov.br.

Reportagem, Diane Lourenço

-publicidade-