As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

“Avisa pra mamãe que estou na casa de um amigo”, afirma Flávio Rodrigues para a família antes de ser encontrado morto

“Avisa pra mamãe que estou na casa de um amigo. Só vou mais tarde pra casa”. Esta foi a mensagem que o engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 41 anos, enviou para família na tarde de 29 de setembro, dia em que foi morto, na zona oeste de Manaus. Na mensagem, acompanhada de um áudio, ele avisa aos familiares que está no condomínio Passaredo, onde acontecia uma festa na casa de Alejandro Valeiko. As informações foram publicadas pelo G1 da Globo.

Ainda segundo o site, o engenheiro ainda falou: “Vou ficar por aqui até um pouco mais tarde, hoje não trabalho. Vou quando estiver um pouco melhor, porque tomei umas cervejas. Vou dar uma descansada aqui. Avisa para a mamãe não ficar preocupada”.

Mais tarde, na mesma noite, Flávio ligou para irmã e avisou que dormiria no condomínio de luxo na Zona Oeste de capital, onde o filho da primeira-dama de Manaus mora. A família, acostumada com a rotina do engenheiro, foi dormir tranquila com a notícia.

“A gente não se preocupou quando ele não chegou à noite porque às vezes dormia na casa dos amigos, isso era comum”, afirma sua irmã, em entrevista, segundo o G1.

No dia seguinte, uma segunda-feira de manhã, o corpo de Flávio foi encontrado com marcas de facada, sinais de asfixia e ferimentos que sugerem que ele foi arrastado no chão. Ele foi abandonado em um terreno baldio nas proximidades da casa do enteado do prefeito.

 

11 pessoas são ouvidas por morte de engenheiro em condomínio de Manaus